Sábado, 14 de Dezembro de 2019

Porto Alegre
Porto Alegre
25°
Partly Cloudy

Brasil Contas digitais podem garantir economia para você com tarifas bancárias

Tarifas bancárias podem pesar no bolso. (Foto: Reprodução)

Tarifa bancária é uma espécie de cofrinho ao contrário. Sem perceber, o correntista vai perdendo um pouquinho a cada mês e, no fim do ano, gastou um valor significativo. Os bancos são obrigados a oferecer contas isentas de cobrança. A desvantagem são os limites de serviços impostos. Outra opção para economizar são as instituições com atuação exclusivamente digital. Essas fintechs, independentes ou ligadas a grandes bancos, surgiram nos últimos anos com uma proposta agressiva para os concorrentes e econômica para os correntistas.

O surgimento das fintechs ainda não provocou queda nos preços das tarifas nos grandes bancos. A última pesquisa do Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec) mostrou que o reajuste médio foi de 14% entre abril de 2017 a março de 2019. O Idec analisou 70 pacotes de serviços ofertados pelo Banco do Brasil, Bradesco, Caixa Econômica Federal, Itaú e Santander. A alta foi quase o dobro da inflação do país no período, 7,4%.

A Pesquisa de Orçamentos Familiares (POF) do IBGE também revelou o avanço do custo das tarifas bancárias na renda dos brasileiros entre 2009 e 2018. Segundo o estudo divulgado em outubro, a fatia do salário destinada aos bancos passou de 0,4% para 1% em nove anos. Ou seja, uma alta de 150%. Já o levantamento do banco digital banQi em parceria com a Toluna, empresa de pesquisas do consumidor sob demanda, mostrou que o preço médio do pacote era de R$ 27,64 mensais em outubro. Em 12 meses, chega a R$ 331,68.

A portabilidade bancária existe desde 2007 e foi aprimorada pelo Banco Central, em 2018, com resolução que proíbe a cobrança de tarifa do cliente que transfere a conta-salário para outro banco. O primeiro passo para mudar é abrir a conta em outra instituição e, em seguida, transferir o dinheiro. Os débitos automáticos devem ser cancelados na antiga conta e reativados na nova para evitar ficar no negativo. Quando for fechar a conta antiga, exija do banco um protocolo da solicitação. Depois dessa etapa, a instituição financeira não poderá mais cobrar tarifas e terá 30 dias para fechar a sua conta de maneira definitiva.

O site do Banco Central publica detalhadamente os valores das tarifas de todos os bancos. O BC também informa quais os serviços que as instituições são obrigadas a oferecer de graça.

Há algumas algumas opções de bancos digitais sem cobrança ou com custo baixo em comparação com os tradicionais, como o Next (Bradesco), Superdigital (Santander), Conta Fácil (BB), NuConta, banQi (banco digital das Casas Bahia), Neon e o Agibank – que não cobra tarifa fixa e os serviços gratuitos são limitados.

Vale lembrar que o consumidor deve se informar sobre a confiabilidade de cada instituição antes de escolher e depositar seu dinheiro na conta. 

Voltar Todas de Brasil

Compartilhe esta notícia:

São Paulo recebe neste domingo o segundo GP Brasil consecutivo sem a presença de pilotos brasileiros na Fórmula 1
Bolsonaro diz que o PT quer envolver seu filho Carlos na investigação sobre Marielle
Deixe seu comentário
Pode te interessar