Últimas Notícias > Notas Capital > Busca de R$ 130 milhões para pavimentação

Copa do Brasil: Inter orienta os torcedores que vão a Curitiba para o primeiro jogo da decisão contra o Athletico Paranaense

Duelo está marcado para as 21h30min desta quarta-feira na Arena da Baixada. (Foto: Divulgação/CAP)

A direção do Inter divulgou informações para o torcedor que pretende assistir em Curitiba (PR) ao primeiro duelo contra o Athletico pela decisão da Copa do Brasil. O jogo está marcado para esta quarta-feira, às 21h30min, na Arena da Baixada, com partida de volta no estádio Beira-Rio uma semana depois.

Exclusiva para sócios, a venda de ingressos para o confronto fora de casa começou na manhã de sexta-feira, com bilhetes esgotados em poucos minutos. “Agora, os milhares de colorados e coloradas que garantiram lugar na partida do dia 11 precisam ficar atentos para o procedimento de troca de ‘voucher’ e cadastramento biométrico que envolve a retirada do ingresso definitivo”, frisou o site oficial do clube gaúcho.

No momento da aquisição foi gerado o comprovante, que deve ser trocado pelo “voucher” no Beira-Rio ou no ponto de encontro na capital paranaense (em local a ser definido). A bilheteria do ginásio Gigantinho, ao lado do estádio, esteve aberta para essa finalidade ao longo do domingo e continua prestando o serviço neste segunda-feira, das 10h às 18h.

A troca do ‘voucher’ retirado em Porto Alegre será efetuada diretamente na Arena da Baixada, até as 21h30min de quarta-feira (horário do jogo) mediante apresentação de um documento de identificação do torcedor. No estádio onde o Inter atuará como visitante, serão feitos o cadastramento biométrico e a retirada do ingresso definitivo.

“O Internacional salienta que excursões em geral não têm nenhum tipo de exclusividade por parte do clube e terão a venda liberada através dos canais de compra somente após exercida a prioridade dos sócios colorados”, finaliza o texto. Dúvidas e informações podem ser esclarecidas pelo e-mail comunicacaosocial@internacional.com.br.

Logística

O direito de sediar o segundo duelo foi garantido na tarde da última quinta-feira, mediante sorteio na sede da CBF (Confederação Brasileira de Futebol), no Rio de Janeiro, em evento com a presença dos técnicos do Saci e do Furacão.

“Em ambos os jogos vamos nos dedicar muito para dar alegria ao torcedor, declarou o colorado Odair Hellmann. “A nossa equipe tem que apresentar uma estratégia boa dentro e fora de casa”, disse o colega Tiago Nunes.

Após a vitória de de sábado sobre o São Paulo (1 a 0 no Beira-Rio), o elenco do Saci recebeu uma folga no dia seguinte. A reapresentação está marcada para esta segunda-feira, em agenda que prevê treino à tarde e embarque para Curitiba à noite.

Na terça-feira, Odair comandará um treino no gramado – sintético – do adversário. A cortesia, mediante “acordo de cavalheiros”, será retribuída com a cedência do Beira-Rio para os preparativos finais do Athletico na semana que vem.

Histórico

O Athletico chegou à sua segunda final na Copa do Brasil ao bater o Grêmio nos pênaltis, após perder o primeiro confronto por 2 a 0 em Porto Alegre e devolver o mesmo placar em casa. Em 2013, o clube chegou ao vicecampeonato ao perder para o Flamengo

Já o Inter, que venceu duas vezes o Cruzeiro-MG nas semifinais (1 a 0 em Belo Horizonte e 3 a 0 na volta) busca o segundo título no torneio, que venceu em 1992 diante do Fluminense. O Colorado também foi às finais de 2009, mas perdeu para o Corinthians.

Benefícios

Mesmo sem o mesmo status do Campeonato Brasileiro, a conquista da Copa do Brasil oferece dois grandes atrativos para quem erguer a taça no dia 18. Além de garantir automaticamente a classificação para a Copa Libertadores da América de 2020, o torneio de mata-matas pagará um prêmio de R$ 52 milhões ao vencedor e R$ 21 milhões ao vice.

Desde que ingressaram na competição (ambos nas oitavas-de-final, pois disputavam a Libertadores deste ano), Inter e Cruzeiro já receberam R$ 12,3 milhões cada um, se contabilizados os valores obtidos a cada avanço de fase. Somando-se todo o faturamento, serão quase R$ 65 milhões para o campeão. Isso sem contar as respectivas rendas das partidas, muitas delas com casa lotada.

(Marcello Campos)

Deixe seu comentário: