Sábado, 07 de Dezembro de 2019

Porto Alegre
Porto Alegre
27°
Fair

Brasil Presidente Bolsonaro extingue o horário de verão

(Foto: Antonio Cruz/ Agência Brasil)

O presidente Jair Bolsonaro assinou nesta quinta(25) o decreto que extingue a aplicação do horário de verão no Brasil a partir deste ano, após o Ministério de Minas e Energia apontar pouca efetividade na economia e de estudos confirmarem que o horário de verão pode afetar o relógio biológico e provocar queda na produtividade dos trabalhadores.

Estudos do Ministério de Minas e Energia apontam que 53% da população apoiam a decisão. O secretário de Energia Elétrica, Ricardo Cyrino, afirmou que: “A economia de energia com o horário de verão diminuiu nos últimos anos e, neste ano, estaria perto da neutralidade. Na ótica do setor elétrico, deixamos de ter o benefício”, e complementou: “Vamos continuar fazendo avaliações anuais e nada impede que, no futuro, caso venha a ser conveniente na ótica do setor elétrico, vamos sugerir novamente a introdução do horário de verão. Por hora, ele não faz mais sentido.”

História

O horário de verão foi criado em 1931 e aplicado em anos irregulares até 1968, quando foi revogado. A partir de 1985, foi novamente instituído e vinha sendo aplicado todos os anos, sem interrupção. Normalmente, o horário de verão começava entre os meses de outubro e novembro e ia até fevereiro do ano subsequente, quando os relógios deveriam ser adiantados em uma hora, em parte do território nacional.

Todas de Brasil

Compartilhe esta notícia:

Joice Hasselmann participa de edição especial do Tá na Mesa, nesta sexta (26)
Ainda em clima de mistério, Taylor Swift faz show acústico no TIME 100 Gala
Deixe seu comentário
Pode te interessar