Últimas Notícias > Capa – Caderno 1 > Sine oferece 94 vagas de emprego em Porto Alegre

Demissão de Henrique Alves envolve outras delações, não a de Machado, diz fonte no Planalto

Investigado na Operação Lava-Jato, Alves afirmou ainda na carta que se dedicará à sua defesa com "serenidade e transparência" (Foto: Reprodução)

E atenção, nova versão para a demissão de Henrique Alves, dada agora por um ministro palaciano: “Não tem nada a ver com a delação de Sérgio Machado. Tem a ver com delações que estão por vir à tona”.

“A delação de Sérgio Machado tem efeito zero na demissão do Henriquinho (como é chamado o ex-ministro na intimidade). O presidente, citado injusta, mentirosa e irresponsalvemente, não deixaria, por coerência, Henriquinho sair só por isso. Seria, paradoxal, com a indignação do governo com essas mentiras. Seria referendar essas mentiras. Ele saiu por outros motivos”, disse o ministro.

Henrique Alves foi informado que existem outras denúncias mais pesadas contra ele. Lá atrás, numa conversa com Temer, ele garantiu ao presidente que não tinha mais nada contra ele. E tem.

Fala-se que o ex-ministro do Turismo seria alvo também de outras investigações e delações, como a de Fábio Cleto, nomeado por Dilma para a Caixa, a pedido de Eduardo Cunha. E que Henrique teria contas no exterior.  “São denúncias cabeludas”,  disse outro ministro palaciano. (AG)

Deixe seu comentário: