Quinta-feira, 12 de Dezembro de 2019

Porto Alegre
Porto Alegre
32°
Fair

Notícias Dia do Homem: endocrinologistas fazem campanha contra anabolizantes

Todas as atividades são gratuitas e falam de temas como boa saúde e bem-estar, emprego e consumo consciente. O evento é aberto ao público.(Foto: TV Brasil/Reprodução/Agência Brasil)

A Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia (SBEM) lançou, nesta segunda-feira (15), no Dia do Homem, a campanha “Bomba, Tô Fora”. A iniciativa é contra o uso de anabolizantes sem recomendação médica. Com o lema “Bomba esculpe o corpo, mas causa: problemas no coração, câncer, infertilidade, problemas no fígado e distúrbios psiquiátricos”, a entidade destaca que este uso deve ser considerado um problema social e de saúde pública.

Os esteroides anabolizantes são utilizados com o objetivo de aumentar a massa e a força muscular. Segundo a SBEM, isto podem causar uma série de problemas de saúde como aumento da pressão arterial, elevação do colesterol ruim, aumento do risco de tromboses, embolias e infarto cardíaco, assim como hepatite medicamentosa com icterícia (amarelão), insuficiência hepática e câncer de fígado.

“É crescente a utilização da testosterona [esteróride anabolizante] em homens saudáveis com a pretensão da melhora do desempenho sexual, aumento de massa muscular e em terapias descritas como antienvelhecimento. Para essas situações, a testosterona não está aprovada. O risco do uso pode superar qualquer potencial benefício. A testosterona [é indicada] apenas para homens com deficiência e sob estrita supervisão médica”, disse o médico endocrinologista Clayton Macedo.

No homem, especificamente, o esteroide pode causar acne, aumento das mamas, redução do tamanho e do funcionamento dos testículos, impotência sexual, infertilidade, aumento da próstata e calvície.

Voltar Todas de Notícias

Compartilhe esta notícia:

A Vale assinou acordo para indenizar os familiares dos funcionários mortos na tragédia de Brumadinho
Lula entra com novas ações na Justiça por danos morais sobre morte do neto
Deixe seu comentário
Pode te interessar