Últimas Notícias > Notícias > Geral > Nesta terça comemora-se os 50 anos da decolagem da nave que permitiu a chegada de um homem na Lua pela primeira vez

É demais

Por critérios ainda pouco conhecidos, muito dinheiro deixa de entrar nos cofres públicos ao longo do ano. (Foto: Marcos Santos/USP Imagens)

As isenções tributárias concedidas pelo governo federal atingirão 283 bilhões de reais este ano e precisam, com urgência, de um pente fino. Se não são especificados os benefícios para a população, devem entram na coluna dos prejuízos.

Mistério

Tão logo assumiram os novos deputados estaduais, houve um movimento na Assembleia para abrir a caixa secreta das isenções em torno de 3 bilhões de reais por ano no Estado. Subitamente, não falaram mais no assunto.

Está evidente

Enquanto os juros continuarem sufocando os setores produtivos e repelindo os consumidores, o mercado não se aquecerá e o desemprego vai continuar alto.

Cíclico

A opinião do presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, vai de um polo a outro com rapidez. Semana passada, achava que a reforma da Previdência não andaria. Depois, voltou a se interessas, anunciando que será aprovada no início de julho. Ontem, disse que concebeu uma versão alternativa. É a vontade de entrar na história de qualquer jeito.

Em caixa

A 18 de maio de 2018, o placar eIetrônico Impostômetro registrou 900 bilhões de reais, valor que ingressou nos cofres públicos desde 1º de janeiro em todo o País. Hoje, atinge 959 bilhões. Portanto, o problema não é arrecadação.

Desligamento

Os fãs do guru Olavo de Carvalho, que mora nos Estados Unidos, estão desolados: ele não foi convidado para a homenagem que o presidente Jair Bolsonaro recebeu em Dallas como Person of the Year.

Confiantes

Partidos de oposição ficam à espera de uma nova oportunidade de levar às ruas o 3º turno da eleição presidencial, como aconteceu esta semana.

Meta impossível

O Tribunal Superior Eleitoral promoveu, ontem, seminário sobre enfrentamento às notícias falsas nas redes sociais. Foi perda de tempo.

Autores de injúrias, calúnias e difamações, durante as campanhas, podem dizer o que quiserem, usando endereços da Ilha Pitcain, da República de Nairu ou de Vanuatu, estado da Melanésia.

Nada com coisa nenhuma

Grupo de trabalho sobre Legislação Penal e Processual Penal, da Câmara dos Deputados, terá audiência pública na terça-feira para debater mudanças relacionadas ao processo penal de crimes praticados por organização criminosa. Pode-se chamar de grupo de folga. Como sempre, dará em nada, além de muito papo jogado fora.

Presos ao passado

Setores da esquerda brasileira ainda não entenderam a iniciativa do governo da China, há mais de 30 anos, de privatizar milhares de empresas estatais. Indagam-se sobre o motivo que levou à reforma econômica de Deng Xiaoping, criador da frase “enriquecer é glorioso”. Ainda avaliam se foi correta a decisão de arquivar a fantasia de desenvolvimento com fronteiras fechadas, como queria Mao Tsé-Tung, até 1975.

Nova tentativa

A Prefeitura busca ampliar o prazo de negociação com o governo federal, que se esgotará no final deste mês, para obter 60 milhões de reais, a fundo perdido, que impulsionariam a construção do Centro de Convenções de Porto Alegre. A área, junto ao Estádio Beira Rio, está definida. As tratativas se iniciaram há seis anos com a inclusão no PAC Cidades.

Testando a força

A ex-presidente Cristina Kirchner, acusada de corrupção em obras públicas, enfrentará o primeiro julgamento na terça-feira. Se não for condenada, concorrerá à Casa Rosada em outubro, enfrentando Mauricio Macri.

À espera de respostas

Um seminário na Assembleia Legislativa poderia formular a pergunta: por que a sociedade tem que ser punida por problemas que não causou?

Deixe seu comentário: