Últimas Notícias > Notícias > O governo do Estado e o BNDES firmam uma parceria técnica para implementar projetos de desestatização

Dia de #TBT! Já chorou assistindo “10 Coisas Que Odeio em Você”? O clássico completa 20 anos

O filme lançou há 20 anos e, hoje, podemos assisti-lo no Netflix. (Foto: Divulgação)
Por Gabriella Rocha*

Nós amamos as quintas-feiras! Nós amamos #TBT! E amamos que Kat Stratford listou as “10 Coisas Que Odeio em Você” 20 anos atrás e, hoje, podemos relembrar o sucesso teen como forma de throwback Thursday. Em 1999, o filme chegou aos cinemas apresentando atores que se tornaram grandes estrelas do cinema internacional. Entre estas, o australiano que já se despediu de nós, Heath Ledger.

A história mostra o drama da garota mais bonita e popular do colégio, que, sempre à sombra da irmã mais velha, recebe o ultimato do pai de que só poderia namorar depois que a irmã começasse a namorar também. O problema? Kat Stratford é “inamorável”. A garota, super durona, foge do amor como se o sentimento fosse uma aranha venenosa.

Mas, apesar do enredo pop, 10 Coisas Que Odeio Em Você é uma adaptação do clássico de William Shakespeare, “A Megera Domada”, em que Catarina, “de gênio terrível”, foge de todos os homens que tentam se relacionar com ela, oposto da irmã, Bianca, que tem muitos admiradores e candidatos, e está disposta a namorar. O pai das duas lança um desafio: Bianca só poderá namorar quando Catarina também encontrar um noivo.

Mas, apesar desta ser o gancho para todos os futuros acontecimentos tratados no filme, a parte que mais amamos nos dois clássicos é quando, conforme consta no resumo oficial de “A Megera”, começam as “diabruras que Petruchio faz para amansar a fera Catarina”. No caso, O Petruchio do filme é ninguém menos que o bad boy recém chegado na escola, Patrick Verona. É ele quem conquista o coração da “inconquistável” Kat, e a inspira a escrever o poema que dá nome a trama e arranca lágrimas de todos nós./

Alguém lembra o que tanto ela odiava no amado? Separem os lenços!

Odeio o modo como fala comigo
E como corta o cabelo
Odeio como dirigi o meu carro
E odeio seu desmazelo
Odeio suas enormes botas de combate
E como consegue ler minha mente
Eu odeio tanto isso em você
Que até me sinto doente
Odeio como está sempre certo
E odeio quando você mente
Odeio quando me faz rir muito
Mais quando me faz chorar…
Odeio quando não está por perto
E o fato de não me ligar
Mas eu odeio principalmente
Não conseguir te odiar
Nem um pouco
Nem mesmo por um segundo
Nem mesmo só por te odiar.

A cena, que virou um clássico, em que Kat lê o poema em frente a toda a turma, é lembrada e utilizada até hoje. Bom recordar, né? Ficou com vontade de assistir ou reassistir o sucesso? O filme está disponível na plataforma de streaming, Netflix.

*Estagiária sob supervisão de Marjana Vargas

Deixe seu comentário: