Terça-feira, 21 de Janeiro de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
23°
Fair

Brasil É preciso um governo de salvação nacional, afirma o vice-presidente Michel Temer

Uma das ideias em discussão entre pessoas próximas a Temer é realizar uma cerimônia de posse coletiva dos ministros no Palácio do Planalto no dia 16 (Foto: Gláucio Dettmar/AE)

O vice-presidente Michel Temer afirmou em uma mensagem gravada distribuída para integrantes do PMDB que é preciso “um governo de salvação nacional”. Segundo ele, o momento exige a “pacificação” e a “reunificação” do País. No áudio, Temer fala como se a abertura do processo de impeachment da presidenta Dilma já tivesse sido aprovada pela Câmara dos Deputados.

Para a assessoria de imprensa da vice-presidência o áudio era um “ensaio” de Temer para o caso de o impeachment de Dilma ser aprovado na Câmara. Conforme a assessoria, a gravação da mensagem foi uma preparação de Temer, que foi divulgada sem querer para um grupo do WhatsApp.

Mais tarde, o próprio Temer deu sua versão sobre o assunto. Ele afirmou que pretendia mandar o áudio para um amigo, mas o arquivo acabou sendo enviado para um grupo do WhatsApp.

Principais pontos

Na gravação, Temer disse que: Manterá programas sociais como Bolsa Família, Pronatec e Fies; É preciso um governo de “salvação nacional”; Defendeu o diálogo entre os partidos; Afirmou que a Câmara decide por votação significativa declarar a autorização para a instauração de processo de impeachment; Avaliou que o processo de impeachment no Senado será longo. (AG)

Voltar Todas de Brasil

Compartilhe esta notícia:

Advogado pede ao Supremo multa diária de 3 milhões de reais para Eduardo Cunha em ação sobre o impeachment do vice-presidente da República
Advogado-geral da União diz que processo de impeachment de Dilma deve ser chamado de “golpe de abril” se consumado
Deixe seu comentário
Pode te interessar