Últimas Notícias > Capa – Caderno 1 > Edital para concessão de relógios digitais em Porto Alegre será publicado amanhã

Nos EUA, o governador gaúcho apresentou oportunidades de negócio no RS para investidores de 115 empresas da América Latina, Ásia e Europa

Eduardo Leite (D) embarca nesta quinta-feira para a Inglaterra. (Foto: Rodger Timm/Palácio Piratini)

Nessa quarta-feira, durante um evento promovido pelo banco Itaú, o governador gaúcho Eduardo Leite apresentou em Nova York (EUA) oportunidades de negócio no Rio Grande do Sul para investidores de 115 empresas da América Latina, Europa e Ásia. Ele exibiu um vídeo com aspectos da indústria, agricultura e outros setores, além de detalhar medidas estruturais e programas de privatização, concessão e parcerias em andamento.

“O Brasil tem oportunidades que vão muito além de São Paulo ou do Rio de Janeiro”, sugeriu Leite em palestra aos participantes da décima-quarta edição do evento Annual LatAm CEO Conference. “Essas privatizações e parcerias com o setor privado dão um ganho de competitividade à nossa economia”, enalteceu em um dos trechos da explanação.

O material detalha que o Rio Grande do Sul é a quarta maior economia do País, tem “um povo capacitado e trabalhador” e está no centro da principal região consumidora da América Latina. Apresenta, ainda, dados sobre as companhias, rodovias e hidrovias envolvidas nos programas de parceria com o poder privado.

“Não se ouve falar em escândalos políticos ou de corrupção no Rio Grande do Sul, que oferece grandes oportunidades e apresenta riscos baixíssimos”, garantiu. O governador também citou a boa relação com o Poder Legislativo e a agilidade na aprovação de projeto importante para o processo de privatizações e a consequente adesão ao RRF (Regime de Recuperação Fiscal), que pretende confirmar no segundo semestre deste ano.

O governador também falou sobre a Reforma da Previdência. Disse acreditar na aprovação e reiterou seu apoio à proposta. Depois da apresentação, respondeu a perguntas sobre questões econômicas envolvendo o Estado e o Brasil.

“Mostramos a disposição em criar um ambiente favorável à reforma porque, depois que for aprovada, os investidores terão de decidir onde investir. Provamos aqui, com nossa equipe, que o RS traz muitas possibilidades de investimento”, detalhou.

Ao longo do dia, o evento reuniu cerca de 600 investidores institucionais e globais, com o objetivo de promover o debate e disseminar conhecimento para ajudar os clientes nas tomadas de decisões de investimento. Também palestraram o ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Luís Roberto Barroso e o governador de São Paulo, João Doria.

Banco

Após a palestra, Eduardo Leite foi recebido à tarde pelo diretor-geral do banco de atacado do Itaú-Unibanco e executivo do Itaú-BBA, Caio Ibrahim David, além de outros diretores da instituição.

A comitiva gaúcha contava, ainda, com os secretários estaduais Marco Aurelio Cardoso (Fazenda), Artur Lemos Júnior (Meio Ambiente e Infraestrutura) e Bruno Vanuzzi (Parcerias). “Foi mais uma oportunidade de falar sobre o Estado e esclarecer dúvidas sobre o processo de desestatização”, frisou um texto postado pelo Palácio Piratini.

O roteiro no Exterior foi iniciado na segunda-feira e tem duração de seis dias. A agenda em Nova York encerra-se nessa quinta-feira, quando Leite embarcará para Londres (Inglaterra), onde permanecerá até sábado.

(Marcello Campos)

Deixe seu comentário: