Últimas Notícias > Capa – Caderno 1 > Governador sanciona leis que reconhecem vocações produtivas e turísticas do RS

Em Pernambuco, moradores cercaram um caminhão de lixo para pegar restos de comida

O flagrante foi registrado na cidade de Olinda, na Grande Recife. (Foto: Reprodução de vídeo)

Um flagrante feito pela TV Globo, na noite da última segunda-feira (10), mostra moradores de rua retirando de um caminhão de coleta de lixo produtos descartados por um supermercado no bairro de São Benedito, em Olinda (PE).

Nas imagens, é possível ver que as pessoas se aglomeram na traseira do caminhão de coleta de lixo e usam sacos plásticos para armazenar o que é retirado do veículo. Um funcionário acompanha a situação, mas não impede que os resíduos sejam retirados do veículo por pessoas não autorizadas.

Pela manhã, no turno inicial do serviço, o mesmo problema foi registrado pela Elus Engenharia, Limpeza Urbana e Sinalização. A retirada irregular de resíduos do caminhão motivou a mudança de horário do trabalho, que passou a ser feito à noite. A empresa não informou quando tomou conhecimento da situação.

A empresa afirma, por meio de nota, que o supermercado de onde são coletados os resíduos “não possui infraestrutura para a parada segura do veículo em sua planta interna” e, sendo assim, o caminhão é estacionado a cerca de 300 metros do local de coleta. “Nesse percurso, nossos colaboradores são abordados por moradores de rua, que, de forma não consentida, retiram os resíduos descartados”, diz a nota.

Um boletim de ocorrência foi registrado na Polícia Civil sobre a situação, segundo a empresa, mas a data do registro não foi informada. Por meio de nota, a polícia afirma que o registro sobre o caso não foi localizado.

De acordo com a empresa que faz a coleta de lixo, os colaboradores são treinados para a destruição dos resíduos dentro dos caminhões por meio de prensagem “e estão orientados a não reagirem à abordagem recorrente dos moradores de rua para a segurança dos mesmos”.

Há meses

Pedestres que circulam na área do ocorrido afirmam que a prática acontece há meses e que, em alguns momentos, o grupo espera a chegada do veículo para buscar comida.

Segundo o comerciante Moacir Lopes, a prática ocorria no turno da manhã. “Tem gente que fica aguardando o caminhão chegar. Há mais ou menos um mês, isso era durante o dia, aí agora é à noite. Quem passar vai ver um grupo de pessoas”, afirma.

Em nota, na terça, a empresa responsável pelo serviço, Elus, informou que os funcionários que fazem a coleta são abordados por moradores de rua e que são orientados a não reagir, para a própria segurança.

“Uma vez, quando eu passei com o carro de mão carregando a feira do cliente, eu vi. Eles pulando dentro [do caminhão], puxando as coisas, fazendo aquele tumulto, aquela briga. Constantemente eu vejo”, conta o autônomo Erivaldo Alves.

“Eu já presenciei várias vezes. A gente vê uma briga entre as pessoas para pegar aquela comida do lixo para se alimentar. Isso é horrível”, pontua a autônoma Selma Cavalcanti.

Ações

A prefeitura de Olinda, através da Secretaria de Desenvolvimento Social e Cidadania, afirma ter identificado as pessoas que frequentam o local para tirar os produtos descartados no caminhão de coleta. “Provavelmente elas já estão nos nossos cadastros”, afirma secretário Odin Neves.

Ainda de acordo com o titular do órgão, a prática é ilegal. “Isso é porque coloca em risco a saúde das pessoas, que já estão numa situação difícil de vulnerabilidade social”, afirma Neves. O titular do órgão também informou que a prefeitura vai procurar a empresa responsável pela coleta.

Deixe seu comentário: