Sábado, 25 de Janeiro de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
28°
Fair

Brasil Ex-governador do RJ revela compra de votos para que estado sediasse Olimpíadas 2016

O ex-governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral. (Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil)

Em depoimento, o ex-governador do Rio de Janeiro Sérgio Cabral afirmou que ocorreu compra de votos para que o estado recebesse as Olimpíadas 2016. A revelação foi feita ao juiz federal Marcelo Bretas, que é responsável pelas ações em primeira instância da Lava Jato no Rio.

Cabral disse que intermediou o pagamento a membros do Comitê Olímpico Internacional (COI). Conforme ele, o nadador Alexander Popov, e o atleta do salto com vara Serguei Bubka estavam entre os nove integrantes do órgão que receberam dinheiro para eleger o Rio. Ao todo, o ex-governador afirmou que foram gastos US$ 2 milhões em propina.

O empresário Arthur Soares, conhecido como Rei Arthur, teria feito os depósitos no exterior para o presidente da Federação Internacional de Atletismo, Lamine Diack. O comandante do órgão, era quem distribuiria o dinheiro aos demais.

Segundo Cabral, os ex-presidentes Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e Michel Temer (MDB) ficaram sabendo da compra dos votos. O ex-governador e Rei Arthur são réus no processo da Operação Unfair Play, que é um desdobramento da Lava Jato.

Voltar Todas de Brasil

Compartilhe esta notícia:

Leilão de bens milionários apreendidos na Lava Jato não tem interessados
O governo gaúcho colocou mais dois imóveis em leilão, desta vez no interior do Estado
Deixe seu comentário
Pode te interessar