Home > Capa – Caderno 1 > Saiba por que Einstein teve que esperar que um eclipse confirmasse a sua teoria da relatividade

Febre Bolsonaro

(Foto: Ag. Câmara)

O povo brasileiro anda desiludido e cansado com a sucessão de escândalos que permeia a administração pública. As notícias mostram que, em caso de o ex-presidente Lula não disputar as eleições para presidente em 2018, quem é apontado como favorito é o radical deputado fluminense Jair Bolsonaro. Realmente vivemos a falta de opção de em quem votar.

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que coleciona acusações “até os dentes” nas operações da Polícia Federal, ainda, incrivelmente, tem uma enorme legião de fãs e seguidores que acreditam ser ele o salvador do sonho de um bom emprego e de uma vida melhor.

Por outro lado, o festival de escândalos de corrupção, da violência vivida no dia a dia e da total desilusão com os políticos “tradicionais” faz a população se encaminhar para uma saída alternativa, bem heterodoxa, que se apresenta: Jair Bolsonaro. O Google, dias atrás, mostrou que o ranking dos vídeos mais buscados dos últimos 12 meses no Brasil é liderado não por João Doria nem por Lula, mas sim por esse político considerado de extrema direita que a cada dia ganha mais admiradores.

Um conselho: primeiro analise com mais detalhes suas posições, que por muitas vezes são contraditórias, a exemplo de se dizer defensor de uma sociedade de mercado, entretanto defendendo barreiras alfandegárias; abominar a corrupção, mas não defender um Estado mínimo, que comprovadamente é menos corrupto. O radicalismo não é a solução.

Duvido que o sentimento de arrependimento já não esteja batendo à porta de alguns eleitores de Donald Trump, que tem se mostrado tão paradoxal em suas políticas quanto em sua personalidade. Mas repito, o povo brasileiro está confuso e cansado, quer dar um fim aos crimes de colarinho branco que tanto atrapalham nosso desenvolvimento. Queremos a tranquilidade para seguir trabalhando sem saber que estamos sendo sorrateiramente roubados. Podem ter certeza, Bolsonaro tem ainda mais admiradores secretos do que declarados. Estejam preparados para essa possível surpresa nas eleições de 2018.

Empresária e associada do IEE

Comentários