Últimas Notícias > Capa – Coluna Direita > Congresso de Radiodifusão reúne especialistas no assunto durante três dias de evento, em Curitiba

“Ficamos pela primeira vez há dois anos”, disse Ludmilla sobre namorada

Ludmilla e a namorada, Brunna Gonçalves. (Foto: Reprodução/Instagram)

Ludmilla falou sobre sua relação com a dançarina Brunna Gonçalves durante o programa Encontro, da TV Globo, na manhã desta quarta-feira (5). “Ficamos pela primeira vez há dois anos. Aí, ela seguiu a vida dela; eu, a minha. Depois, a gente virou muito amiga. E, agora, estamos namorando há sete meses”, contou a cantora, afirmando que imaginava que assumir o relacionamento fosse repercurtir, mas ainda assim se surpreendeu. “Imaginava [que o assunto fosse render], mas não tanto”, disse ela, que revelou o namoro na segunda-feira (3).

Mas quem também acabou virando notícias nesses últimos dois dias, foi a mãe da cantora, Silvana Oliveira. Em um vídeo nos Stories do Instagram, a mãe de Ludmilla decidiu ironizar a situação que passou com a filha antes de assumir para o Brasil que está de amor novo. “Então a pergunta é a seguinte: Ei, psiu! Você! Você aí mesmo! O que é que tu vai fazer com esse segredinho agora? Enfiar no c*, né? Sorry (risos)”, disparou.

A mãe de Ludmilla, já havia dado seu apoio à cantora com outra declaração na internet e mostrou que não teve preconceito ao aceitar o relacionamento. “Deixem as pessoas se assumirem e serem felizes. Deve ser uma merda viver de mentiras. A felicidade de vocês é a minha. Que Deus abençoe muito vocês. Eu amo até depois do fim”, declarou, com seu jeito todo sincero.

Determinação

O programa abordou ainda o tema da determinação. “Não sou muito determinada. Sou um pouco. Na hora de escolher uma coisa, fico muito em dúvida”, disse ela, afirmando que precisa retomar sua determinação para estudar um idioma. “Vou aprender inglês. Preciso aprender. Começo, faço duas aulas e paro. Essa minha agenda é louca, mas quero me determinar a aprender.”

Fossa

Fátima Bernardes também falou com os convidados sobre términos de relacionamento e a possível sensação de “fossa”. Ludmilla contou que não é de ficar longos períodos na sofrência quando um relacionamento acaba. “Não demoro muito [na fossa], não. Um dia”, disse.

Deixe seu comentário: