Últimas Notícias > Notícias > A “Primavera dos Museus” agita a programação cultural de Porto Alegre nesta semana

Filho de Schumacher é anunciado como piloto da Ferrari

Mick Schumacher (foto) terá companhia de outras seis promessas do automobilismo, entre elas os brasileiros Enzo Fittipaldi e Gianluca Petecof. (Foto: Reprodução)

Mick Schumacher, filho do heptacampeão mundial de Fórmula 1 Michael Schumacher, ingressou na academia de desenvolvimento para jovens pilotos da Ferrari, a prestigiosa escuderia em que seu pai brilhou durante uma década, anunciou nesta sábado a equipe italiana. Aos 19 anos, Mick Schumacher, campeão europeu de Fórmula 3 no ano passado, competirá na Fórmula 2 em 2019.

Na “Ferrari Driver Academy” Mick terá a companhia de outros jovens pilotos com sobrenomes famosos no esporte: o francês Giuliano Alesi, filho de Jean Alesi – também ex-piloto da Ferrari na F1- e o brasileiro Enzo Fittipaldi, neto de Emerson, bicampeão mundial de F1 (1972 e 1974).

“Estou feliz por esta colaboração com a Ferrari. Meu futuro no automobilismo se escreve em vermelho”, comemorou Mick Schumacher em comunicado. “É um novo passo na direção certa e quero aproveitar a imensa experiência acumulada aqui. Podem ter certeza que farei o possível para realizar meu sonho, que é pilotar na Fórmula 1”, continuou.

“É mais que evidente que a Ferrari tem um grande lugar no meu coração desde que nasci e também no coração da minha família, então estou muito feliz por esta oportunidade”, concluiu o jovem piloto. Mick Schumacher ficou ainda mais no centro das atenções no ano passado, vencendo seu primeiro grande título, na Fórmula 3.

Mattia Binotto, diretor da Ferrari e que conhece Mick “desde que nasceu”, também se disse emocionado por acolher o jovem piloto na academia da escuderia, mas fez questão de ressaltar que o filho de Schumacher foi aceito devido ao talento nas pistas, e não ao nome de seu pai. “O escolhemos pelo talento e pelas qualidades humanas e evolutivas que lhe permitiram se destacar tão jovem”, afirmou o diretor.

Michael Schumacher, que no início do mês comemorou seu 50º aniversário, pilotou para a Ferrari entre 1996 e 2006, conquistando cinco títulos mundiais com a escuderia. Em 29 de dezembro de 2013, a vida de Michael Schumacher mudou drasticamente depois que alemão sofreu um acidente de esqui que o deixou em coma. O atual estado de saúde do lendário piloto é um segredo guardado a sete chaves pela família. Outro integrante da família Schumacher também competiu na F1: Ralf, irmão caçula de Michael, disputou 180 Grandes Prêmios entre 1997 e 2007, vencendo seis corridas.

Preocupação

Nico Rosberg está preocupado que a mídia e os envolvidos na Fórmula 1 estão colocando muita pressão e expectativa nas costas do filho de Michael Schumacher. Rosberg, que também seguiu os passos de seu pai, avisa o mundo da Fórmula 1 sobre a pressão nos ombros do piloto de 19 anos. “Pode ser difícil se toda a Alemanha olhar para ele, e é muito importante para ele, que não perca o prazer de correr”, disse Rosberg.

“Temos que ter cuidado para não colocar muita pressão sobre ele, e começar a esperar muito dele”, diz Rosberg. A vitória de Schumacher no título da Fórmula 3, o leva para a Fórmula 2, e com isso, muito mais perto de seu sonho. À medida que ele se aproxima, será muito mais pressionado pelos fãs em todo o mundo, principalmente na Alemanha.

 

Deixe seu comentário: