Últimas Notícias > Notícias > Brasil > Política > A Câmara dos Deputados aprovou a Medida Provisória que libera 100% de capital estrangeiro nas empresas aéreas brasileiras

Filme sobre Hebe Camargo ganha o seu primeiro trailer oficial

Em relação ao processo de composição da personagem, a atriz Andréa Beltrão revelou que teve que estudar muito antes de encarar o papel. (Foto: Rogério Cassimiro/Divulgação)

O filme Hebe – A Estrela do Brasil teve o seu primeiro trailer divulgado neste mês. A estreia do longa, que retratará a vida da apresentadora, está prevista para o dia 15 de agosto de 2019.

Além de Andréa Beltrão no papel de Hebe Camargo, o filme ainda traz no elenco nomes como Marco Ricca, Danton Mello e Gabriel Braga Nunes, além do roteiro de Carolina Kotscho e direção de Maurício Farias.

A produção, que se passa na década de 1980, terá como pano de fundo um retrato dos costumes, da cultura e da política do Brasil pelo olhar dela. Além da Warner, estão envolvidas no projeto a Loma Filmes, a Labrador Filmes, a 20TH Century Fox e a Globo Filmes.

Com direção de Maurício Farias e roteiro de Carolina Kotscho, o filme mostrará a apresentadora Hebe determinada a assumir o controle de sua carreira em uma época em que o machismo era vigente na sociedade e dificultava a vida de mulheres independentes como ela.

O elenco conta ainda tem Marco Ricca, Caio Horowicz, Danton Mello, Gabriel Braga Nunes, Danilo Grangheia, Otávio Augusto, Claudia Missura, Karine Telles, e Daniel Boaventura.

Andréa Beltrão

“Foi um mergulho bem profundo fazer uma pessoa tão conhecida e muito espontânea, que ficou 60 anos no ar e sempre falava tudo o que pensava”, disse Andréa sobre interpretar a apresentadora, falecida em 2012.

Sobre o processo de composição da personagem, Andréa revelou que teve que estudar muito antes de encarar o papel. “Foi um convite inesperado. Eu sou carioca e ela é paulista de Taubaté, até o jeito de andar é diferente. Durante as gravações, eu me emocionei muito porque a Hebe era uma mulher muito forte”, contou a atriz.

Em relação ao processo de composição da personagem, Andréa revelou que teve que estudar muito antes de encarar o papel. “Foi um convite inesperado. Eu sou carioca e ela é paulista de Taubaté, até o jeito de andar é diferente. Durante as gravações, eu me emocionei muito porque a Hebe era uma mulher muito forte”, contou.

Depois dos cinemas, Andréa voltará a viver Hebe, dessa vez, na telinha. Dirigida por Maurício Farias, a minissérie que conta a história da apresentadora terá dez episódios e tem previsão de estreia para janeiro de 2020, na TV Globo.

Deixe seu comentário: