Últimas Notícias > CAD1 > Três homens são mortos em intervalo de nove horas em Caxias do Sul

Fórmula 1: Verstappen se recupera e vence GP da Áustria em final emocionante

O holandês Max Verstappen (Red Bull) foi buscar a vitória no Grande Prêmio da Áustria de Fórmula 1, após uma largada ruim. (Foto: Reprodução/Twitter/@Max33Verstappen)

O holandês Max Verstappen (Red Bull) foi buscar a vitória no Grande Prêmio da Áustria de Fórmula 1, neste domingo (30) em Spielberg, após uma largada ruim que o obrigou a fazer uma incrível corrida de recuperação. As informações são da agência de notícias AFP.

Verstappen cruzou a linha de chegada à frente do monegasco Charles Leclerc (Ferrari), ultrapassado a duas voltas para o fim da prova, e o finlandês Valtteri Bottas (Mercedes), superado na 56ª volta.

A manobra que permitiu ao holandês superar Leclerc, porém, foi investigada pelos comissários da prova, que demoraram cerca de três horas para dar um veredito final, confirmando o resultado da pista.

Os carros 33 (Verstappen) e 16 (Leclerc) se enfrentaram na curva 3 lado a lado, mas claramente não havia espaço para os dois”, explicaram os comissários.

Na saída da curva, houve um contato entre os dois carros. Levando em consideração o conjunto das circunstâncias, não consideramos que um dos pilotos seja predominantemente responsável. Consideramos ter sido um incidente de corrida”, completaram.

Foi uma corrida pura e dura. Se não pudermos fazer isso, então é melhor ficar em casa. Se isso não for permitido, então qual o interesse na F1?”, “, se defendeu Verstappen após a corrida.

Eu vou deixar os comissários decidirem, mas, para mim, no carro, o que aconteceu é bem claro”, reagiu Leclerc. “Na volta anterior ele me deixou espaço, mas desta vez não. A gente se tocou e eu saí da pista, não tinha mais como retomar meu lugar depois disso”.

Largando da segunda colocação, logo atrás de Leclerc, Verstappen teve problemas assim que a luz verde apareceu e caiu para o oitavo lugar após a primeira curva.

Para se recuperar, o holandês e a Red Bull apostaram em um pit stop mais tardio do que os adversários, para que o carro tivesse pneus mais frescos no fim da prova.

Com essa largada, eu achava que a corrida estava acabada. Mas, depois do pit stop, parecia que estava voando”, admitiu o jovem piloto de 21 anos.

O finlandês Valtteri Bottas (Mercedes) completou o pódio, cruzando a linha de chegada a 18 segundos do vencedor, após se ver obrigado a baixar o ritmo para proteger o motor e os desgastados pneus.

O alemão Sebastian Vettel, que largou da 9ª posição após problemas no treino classificatório, também fez corrida de recuperação e terminou em 4º. Durante a prova, Vettel foi prejudicado pela falta de organização de sua equipe, a Ferrari, que demorou para realizar a troca dos pneus do carro.

O britânico Lewis Hamilton (Mercedes) terminou em 5º, após a asa de sue carro quebrar e sofrer com um superaquecimento do motor.

Mesmo assim, Hamilton se manteve na liderança do Campeonato Mundial com 31 pontos de vantagem sobre Bottas e 71 sobre Verstappen, que assume a terceira colocação, superando Vettel.

Deixe seu comentário: