Últimas Notícias > Atividades Empresariais > Evento reúne especialistas em administração de condomínios e desenvolvimento de pessoas na Capital

Gabriel Jesus celebra o fim do jejum de gols na Seleção Brasileira e deixa para trás a decepção pela Copa do Mundo

Gabriel Jesus marcou o primeiro gol da seleção brasileira sobre a Arábia Saudita. (Foto: Reprodução)

Gabriel Jesus voltou à Seleção Brasileira fazendo o que se espera de um camisa 9: gol. O atacante abriu o placar para o Brasil na vitória sobre a Arábia Saudita por 2 a 0, nesta sexta-feira, em Riade. Após a partida, Jesus afirmou ter superado as questões do passado – como a ausência nas últimas convocações – e exaltou o tento marcado na partida.

“Feliz pela volta à Seleção Brasileira. Recebi a confiança de todos, recebi a confiança do treinador. O que passou, passou, bola para frente. Estou feliz por jogar e fazer o gol”, disse Jesus, em entrevista após a partida.

O camisa 9 não esqueceu o fato de ter passado em branco na Copa do Mundo da Rússia. Jesus contou que se sentiu abatido por não ter conseguido jogar o que esperava no Mundial, mas preferiu focar nos próximos passos pela Seleção.

“Claro que fiquei muito (chateado), cheguei da Copa do Mundo e fiquei na casa da minha mãe, fiquei em casa com a minha família eles. Claro que não foi a Copa dos meus sonhos, esperava ter feito mais. Infelizmente não ganhamos. Espero que daqui pra frente as coisas voltem a funcionar”,  finalizou.

Outro que balançou a rede pela Seleção na partida foi Alex Sandro, que comemorou seu primeiro gol com a Amarelinha e o dedicou para a filha, que completou dois anos recentemente. Mesmo com a atmosfera de alegria, o lateral afirmou que a equipe enxerga uma necessidade de apresentar um melhor futebol nas próximas partidas.

“Temos consciência de que temos que melhorar, mas todos se entregaram, estão todos de parabéns. O clima influencia, todos se entrosaram. Agora é sempre buscar o melhor”, disse Alex Sandro.

O Brasil volta a campo para o amistoso com a Argentina, na terça-feira, em Jeddah.

Desempenho abaixo do esperado

Apesar do placar, o time comandado por Tite esteve longe de apresentar um futebol brilhante diante da pouca expressão do adversário. O treinador, por sua vez, deixou claro que o desempenho ficou abaixo do esperado.

“Desde o início ela não teve o desempenho que imaginávamos, ela teve um desempenho técnico abaixo da equipe. Ela joga mais, produz mais, compete, tem um nível de concentração maior, mais esteve abaixo. O que teve de normal foi quando conseguiu neutralizar as jogadas de velocidade da Arábia, mas aquela equipe em que é normal criar, botar volume, por vezes fazer transições em velocidade, hoje ela não foi. E também prejudicado, porque quando você mexe com a estrutura básica da equipe e começa a colocar jogadores, eles não têm os links, as aproximações e as triangulações dos setores, mas serve para essas observações. Talvez mais no plano individual do que no plano coletivo, como foi o caso de hoje”, disse Tite em coletiva de imprensa.

 

Deixe seu comentário: