Últimas Notícias > Notícias > As obras no aeroporto Santos Dumont, no Rio de Janeiro, causam mudanças nos voos que saem de Porto Alegre

Golpe usa páginas falsas do Santander, do Itaú e do Banco do Brasil para roubar dados dos clientes

Vírus é capaz de coletar números de telefone, mensagens de texto e consegue até tirar fotos usando a câmera do celular infectado. (Foto: Reprodução de internet)

Um vírus está usando páginas falsas de bancos para roubar dados bancários de clientes dos bancos Santander, Itaú e Banco do Brasil. É o que afirma a empresa de segurança Avast, que divulgou um alerta na segunda-feira (01).

Quando o vírus consegue infectar um smartphone, ele envia um alerta indicando que há um problema com a conta bancária do usuário e depois pede que o cliente digite seu login e senha para resolver a situação – as páginas do login imitam o site dos bancos, o que facilita o golpe.

O nome desse vírus é WannaHydra. De acordo com a Avast, ele é capaz de coletar registros de chamada, números de telefone, mensagens de texto e consegue até tirar fotos usando a câmera do celular infectado.

A empresa diz que, além da disseminação por sites maliciosos, o vírus está se espalhando por lojas de aplicativos de terceiros, que não são lojas oficiais como o Google Play, de celulares Android, e a App Store, de iPhones.

Para se proteger do vírus, a Avast recomenda que os usuários instalem um aplicativo antivírus seguro e que confirmem, antes de inserir os dados bancários, se a página do banco é a versão oficial. Além disso, especialistas dizem que, por segurança, os usuários devem evitar fazer downloads em lojas de aplicativo que não são oficiais.

A Avast afirma que essa foi a primeira vez que a empresa identificou um vírus que, ao mesmo tempo, usa disfarce de uma página de banco, obtém informações do celular infectado e também sequestra dados.

Golpe em venda de veículos

A Polícia Civil de Monte Mor (SP) alerta para um golpe que tem sido praticado na internet usando a imagem de uma central de logística da cidade como se fosse um pátio de veículos para leilão. Os compradores acabam fechando o negócio pela web, depositando valores sem ter visto o carro ou a moto pessoalmente e se tornam vítimas de estelionato.

As propostas de negócios apresentadas no site são tentadoras, abaixo do valor de mercado, mas a página é falsa. Há consumidores que já perderam quase R$ 30 mil. A delegacia da cidade informou que vários boletins de ocorrência já foram registrados por conta do golpe.

“Eles montam um esquema bem estruturado para ludibriar mesmo. Se você não for bem esperto, não estiver com a mente bem boa, você cai”, disse o soldador Cipriano Silva, que estava acostumado a compras em leilões virtuais e acabou como uma das vítimas.

Deixe seu comentário: