Últimas Notícias > Capa – Caderno 1 > Neymar lamenta vaias e admite que queria voltar ao Barcelona, mas afirma: “é página virada”

Governadores da Amazônia Legal lamentam posicionamento do governo brasileiro

Cerca de 1 bilhão de reais será disponibilizado para a Amazônia Legal. (Foto: Reprodução/Greenpeace)

Em nota, governadores da Amazônia Legal lamentaram que as políticas e declarações do governo brasileiro tenham levado à paralisação de financiamentos internacionais e anunciaram que pretendem negociar diretamente com os países envolvidos.

Em nota, o governador do Amapá e presidente do Consórcio Interestadual de Desenvolvimento Sustentável da Amazônia Legal, Waldez Goés (PDT), lamenta as posições do governo brasileiro: “Nós, governadores da Amazônia Legal, somos defensores incondicionais do Fundo Amazônia”. O grupo da Amazônia Legal é composto pelos governos do Acre, Amapá, Amazonas, Maranhão, Mato Grosso, Pará, Rondônia, Roraima e Tocantins.

No último dia 10, a Alemanha anunciou a suspensão do financiamento de R$155 milhões para projetos de preservação da Amazônia refletindo “a grande preocupação com o aumento do desmatamento”. No dia 15, foi a vez do governo da Noruega anunciar a suspensão dos repasses de 300 milhões de coroas norueguesas, o equivalente a R$133 milhões, que seriam destinados ao Fundo Amazônia.

Segundo o comunicado, o bloco já informou ao presidente e às embaixadas da Noruega, Alemanha e França, que o consórcio “estará dialogando diretamente com os países financiadores do Fundo”.

Deixe seu comentário: