Últimas Notícias > | > Exposição sobre carreira de Sandy e Júnior chega a Porto Alegre nesta sexta-feira

Governo brasileiro volta a lamentar vitória da esquerda na prévia eleitoral argentina

Os presidentes Jair Bolsonaro e Mauricio Macri, durante visita do argentino a Brasília, em janeiro. (Foto: Marcelo Camargo/Reprodução Agência Brasil)

As prévias eleitorais na Argentina, que ocorreram no último final de semana, não tiveram um resultado agradável ao governo brasileiro. Apoiador declarado da gestão de Maurício Macri, o presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, lamentou a vitória da chapa liderada por Alberto Fernández e pela ex-presidente Cristina Kirchner, políticos da esquerda no país dos “hermanos”.

Sobre a possibilidade de que Macri também perca nas eleições oficiais que ocorrem em outubro, Bolsonaro classificou como “retrocesso” e deixou claro que não quer que o país tenham relações com a gestão da chapa de Kischner. “A nossa missão é não deixar o Brasil se aproximar de políticas outras que não deram certo em nenhum lugar do mundo. Peçamos a Deus, neste momento, que a nossa querida Argentina, mais ao Sul, saiba como proceder, através do seu povo, para não retroceder. A liberdade não tem preço”, disse o presidente brasileiro, durante evento do Exército, neste sábado (17).

 

O presidente da República, Jair Bolsonaro, participou de um evento, neste sábado (17), em Resende, no estado do Rio de Janeiro. Na ocasião, ocorreu a entrega de espadins aos cadetes da Academia Militar das Agulhas Negras (Aman). O chefe do Executivo federal discursou na solenidade, ressaltando a importância do Exército Brasileiro.

Deixe seu comentário: