Home > CAPA – Destaques > Em mais uma ótima atuação, o Grêmio vence o Coritiba por 2 a 0 na Arena pelo Campeonato Brasileiro

Governo Temer deverá ter a menor oposição desde 1992

Oposição a Michel Temer seria formada basicamente por quatro partidos: PT, PDT, PCdoB e PSOL. (Foto: José Cruz/ Agência Brasil)

Um eventual governo Michel Temer (PMDB) teria a menor oposição desde 1992, quando Itamar Franco assumiu a Presidência da República após o impeachment de Fernando Collor de Mello. Apenas 17,5% dos deputados federais seriam contrários à gestão do peemedebista. A oposição seria formada basicamente por quatro partidos: PT, PDT, PCdoB e PSOL. Juntas, as legendas contrárias a Temer somariam 90 parlamentares, já que o PDT deve expulsar seis deputados que votaram a favor do impeachment da presidenta Dilma.

Após a destituição de Collor, Itamar Franco assumiu o governo com cenário bem favorável: apenas 50 dos 503 deputados faziam parte da oposição – cerca de 10%.

Governos petistas enfrentaram mais opositores quando começaram seus mandatos. Em 2003, quando o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva assumiu, a Câmara dos Deputados tinha 190 dos 513 deputados em partidos da oposição, um total de 37%. Já Dilma viu a porcentagem de opositores saltar de 21,6% quando assumiu em 2011, para 34,3% quando foi reeleita, em 2014.

O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB) enfrentou a terceira menor oposição desde Collor, com cerca de 20% dos deputados federais contra ele, quando foi eleito pela primeira vez, em 1994. (Folhapress)

Comentários