Últimas Notícias > Colunistas > Desembargador Thompson Flores confirmado na 8ª Turma do TRF4, que cuida da Lava-Jato

Homens ganham mais que mulheres, detecta plataforma

Foto: Reprodução/Pixabay

Um estudo elaborado pela área de Inteligência da plataforma “Quero Bolsa”, com dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgou que em 2018, os homens ganharam, em média, 44,9% a mais que as mulheres. A renda média mensal dos trabalhadores com nível superior foi de R$ 3.756,84 para homens e R$ 2.592,65 para mulheres.

A constatação é de que em todos os estados a média salarial dos homens é maior do que a das mulheres. As diferenças mais significativas foram registradas no Maranhão (33,3%), Sergipe (29,99%) e Bahia (29,37%), enquanto Roraima (4,74%), São Paulo (6,69%) e Pernambuco (11,45%) são as localidades onde homens e mulheres têm os salários mais próximos entre si.

Fonte: Quero Bolsa, com dados do Caged 2018

No Rio Grande do Sul, a profissão com maior diferença salarial favorável aos homens foi administrador de Banco de Dados. O salário médio pago aos profissionais do sexo masculino foi de R$ 4.853,05, enquanto as mulheres na mesma função receberam R$ 2.377,13. Já a diferença favorável às mulheres, foi na profissão de cirurgia geral, com salário médio de R$ 5.449,17 para mulheres e R$ 4.446,59 para homens.