Últimas Notícias > Notícias > Brasil > Deputados querem alterar a reestruturação de Bolsonaro que reduziu o número de ministérios e migrou órgãos

Homens ganham mais que mulheres no RS, mostra pesquisa

Remuneração de homens e mulheres ainda é desigual no mercado gaúcho. (Foto: rawpixel. Divulgação: Pixabay)

Uma pesquisa divulgada nesta quarta-feira (27), pelo Departamento de Economia e Estatística (DEE), mostrou que os homens ganham 36,8% a mais do que as mulheres no Rio Grande do Sul. Esse diferencial é ainda mais acentuado do que no total do Brasil (28,4%).O levantamento organizou os dados e informações sobre o contingente feminino no estado, observando as características da população, o mercado de trabalho, a participação política e os aspectos relativos à violência de gênero.

Mesmo sendo a maioria, com 51,3% do total de habitantes do Rio Grande do Sul, as mulheres não alcançam representação proporcional no mercado de trabalho, ganham menos e são mais afetadas pelo desemprego, divulgou a pesquisa.

A secretária Leany Lemos, primeira mulher a ocupar a pasta de Planejamento no governo gaúcho, destacou a importância desse estudo em apresentar um diagnóstico amplo sobre a realidade que as mulheres enfrentam. Ainda disse que o trabalho do DEE servirá de ponto de partida para definir as políticas prioritárias nos próximos quatro anos.

Confira um resumo do estudo aqui.

Deixe seu comentário: