Últimas Notícias > Notícias > Brasil > Entidade alerta que as mais de 600 cidades brasileiras atendidas apenas por médicos cubanos poderão ficar sem nenhum profissional da área

Hotéis na China usarão a tecnologia de reconhecimento facial para o check-in dos hóspedes

Quiosque de check-in com tecnologia de reconhecimento facial nos hotéis Marriott. (Foto: Marriott/Divulgação)

Não espere muita interação humana nos hotéis Marriott Hangzhou e Marriott Sanyam, na China, na hora do check-in. A partir deste mês, o procedimento de entrada por lá será feito por meio da tecnologia de reconhecimento facial. Segundo a rede, o formato será testado inicialmente nessas duas propriedades e, dependendo do resultado, poderá ser expandido para outras filiais pelo mundo.

As informações são do jornal O Globo.

A experiência será muito parecida com as máquinas de auto check-in dos aeroportos, segundo a companhia. Ao chegar no hotel, os hóspedes digitalizam seu passaporte (ou identidade, se for o caso) e inserem seus dados de contato. As câmeras dos quiosques verificam se a pessoa com o passaporte é, de fato, o portador do documento e, se tudo estiver bem, as chaves do quarto são dispensadas. O processo deve reduzir o tempo médio de check-in (atualmente cerca de três minutos) para apenas 60 segundos, segundo a empresa.

O Marriott Hangzhou fica na cidade histórica que dá nome ao hotel, no Leste do país, e o Marriott Sanya está na ilha tropical (que também batiza a filial) conhecida como “O Havaí da China”. A tecnologia é parte de uma parceria da empresa com a Alibaba, uma companhia especializada do país.

Novidade

Embora ainda novidade nos hotéis, a tecnologia de reconhecimento facial já é utilizada por companhias aéreas e aeroportos em alguns locais no mundo. Aqui no Brasil, a Gol anunciou o Selfie Check-in, que pode ser feito pelo aplicativo, há um ano. Na Holanda, a tecnologia está sendo testada através do chamado “embarque biométrico” pela KLM.

Já em Orlando todo o processo será feito a partir de reconhecimento facil. O Aeroporto Internacional da cidade firmou parceria com a SITA (Sociedade Internacional de Telecomunicações Aeronáuticas) para implementação da tecnologia.

Robôs

Outra tecnologia que tem invadido o mercado de turismo é a utilizada em robôs. Um deles é o Robby Pepper, o primeiro robô concierge da Itália. Funcionário do Parc Hotel Paradiso & Golf Resort, ele ajuda os funcionários da recepção nos momentos de maior sobrecarga de trabalho.

Em Cingapura, dois hotéis, o Jen Orchardgateway e o Jen Tanglin Singapore, da rede Shangri-la, também já “empregam” dois robôs para entregas nos quartos. Jeno e Jena, como foram batizados, têm menos de um metro de altura, e a principal função das máquinas é entregar as encomendas e os pedidos dos hóspedes do hotel, desde uma toalha extra até uma refeição.

Deixe seu comentário: