Últimas Notícias > Notícias > Brasil > Há quatro meses, Eduardo Bolsonaro insinuou que PT levava droga em voos oficiais

Impasse nos Estados Unidos: o presidente Donald Trump desistiu de ir ao Fórum de Davos e culpou a oposição

Trump disse que não poderá ir ao evento por causa do imbróglio na definição do orçamento para o muro na fronteira. (Foto: Reprodução)

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse que não vai comparecer ao Fórum Econômico Mundial. O evento ocorre entre 22 e 25 de janeiro em Davos, na Suíça. Pelo Twitter, ele afirmou, nesta quinta-feira (10), que a decisão foi tomada por causa da “intransigência dos democratas” na questão do muro na fronteira com o México.

“Por causa da intransigência dos democratas na segurança nas fronteiras e pela grande importância da segurança para nossa nação, eu estou cancelando, respeitosamente, minha muito importante viagem a Davos, Suíça, para o Fórum Econômico Mundial. Meus calorosos cumprimentos e desculpas ao @WEF”, escreveu Trump.

Parte do governo dos EUA está paralisada desde o fim de dezembro, quando o Congresso não chegou a um acordo sobre o orçamento destinado às obras do muro – uma das promessas de campanha de Trump.
O presidente disse, na quarta-feira (9), que pode declarar emergência por causa do imbróglio político.

Pronunciamento

O presidente dos EUA, Donald Trump, defendeu a construção do muro com o México em pronunciamento na noite de terça-feira (madrugada de quarta, no Brasil). Ele disse que há uma crise humanitária e de segurança na fronteira e voltou a culpar os democratas pela paralisia orçamentária.

“Meus compatriotas americanos, esta noite estou falando com vocês porque há uma crescente crise humanitária e de segurança em nossa fronteira sul”, declarou em discurso solene, em horário nobre e em rede nacional de televisão.

Trump apresentou números sobre a entrada de imigrantes ilegais e de entorpecentes. E, novamente, ele pediu US$ 5,7 bilhões para levantar “uma barreira de aço, ao invés de cimento”.

“Nossa fronteira sul é passagem para uma grande quantidade de drogas ilegais, incluindo metanfetamina, heroína, cocaína e fentanil. A cada semana, 300 dos nossos cidadãos morrem apenas pela heroína”, destacou.

O presidente americano também atacou a oposição: “quanto sangue americano terá que ser derramado até que o Congresso aprove?”.

O discurso de Trump é uma tentativa de convencer os americanos de que o muro na fronteira com o México, que custará mais de US$ 5 bilhões, é fundamental para a segurança do país.

Fórum Econômico Mundial

O Fórum Econômico Mundial reúne chefes de Estado e governo em encontros sobre cooperação econômica. O presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, comparecerá ao evento, segundo o Palácio do Planalto.

Trump esteve na edição de 2018 – a primeira com o republicano na Presidência dos EUA. No ano anterior, o fórum ocorreu antes da posse do sucessor de Barack Obama.

 

Deixe seu comentário: