Últimas Notícias > Notícias > Brasil > Deputada Joice Hasselmann afirma que teve celular hackeado

Indicação para a Caixa é foco de atrito entre Temer e Mercadante

O vice-presidente Michel Temer (E) e o ministro da Casa Civil, Aloizio Mercadante (Foto: Reprodução)

A indicação a uma das vice-presidências da Caixa provocou mais um atrito na já desgastada relação entre o vice-presidente Michel Temer (PMDB) e o ministro Aloizio Mercadante (Casa Civil).

Temer ficou irritado ao saber que Mercadante consultou o líder do PMDB na Câmara, Leonardo Picciani (PMDB-RJ), antes de definir o nome do futuro ocupante de uma das mais cobiçadas cadeiras do banco.

O vice-presidente pretendia emplacar Roberto Derziê, que já ocupava este posto na Caixa, mas o deixou para assumir a secretearia-executiva da SRI (Secretaria de Relações Institucionais) quando Temer ficou responsável pela negociação do governo com o Congresso.

Quando Temer abandonou a articulação política, tentou recolocar o aliado na Caixa. O vice-presidente, porém, foi informado de que Mercadante estava negociando um outro nome com Picciani. Temer, segundo um interlocutor, se sentiu desrespeitado ao saber do ocorrido.

As disputas entre o vice e Mercadante, que também atuava na articulação com partidos da base, ganhou novos contornos nas últimas semanas. Temer chegou a confidenciar a aliados o incômodo com articulação paralela do Palácio do Planalto e a dificuldade de a Casa Civil liberar cargos negociados por ele.

Mercadante disse  que não desautorizou Temer no caso em questão. Segundo o ministro, Picciani já havia indicado para uma das vice-presidências da Caixa um servidor de carreira que foi aprovado pela Casa Civil. (Folhapress) 

Deixe seu comentário: