Últimas Notícias > Notícias > Brasil > Solicitação para antecipação do FGTS acontece até este domingo

Influenciadores digitais ensinam como fazer sucesso nas redes sociais

Variar o tipo de imagem e visitar locais em horários mais vazios são algumas das dicas. (Foto: Daniel Negreiros/Num Pulo/Divulgação)

Quem fotografa quer postar. Quem posta quer like. Esta é a lógica que precede os cliques de boa parte dos viajantes hoje em dia. Mas como conseguir boas imagens e, consequentemente, curtidas nas redes sociais? O casal mineiro Paula Albino e Daniel Negreiros, do projeto Num Pulo, que tem 44,1 mil seguidores no Instagram, convive com essa busca diariamente.

“As fotos que mais dão resultado nas redes sociais são as que aparecem o viajante junto da paisagem ou do local”, explica Daniel, que é publicitário de formação. “É importante colocar um elemento humano que dê mais vida à imagem. Mas também é importante que esse elemento humano não seja o principal objeto da foto. Ele tem que fazer parte do cenário de forma natural e não muito posada. Natureza e praia também tendem a chamar mais atenção, mas a gente não deixa de se divertir e fazer fotos legais em cenários urbanos por causa disso.”

A carioca Renata Araújo, editora do blog de turismo de luxo You Must Go, com 49,3 mil seguidores naquela rede social, busca um equilíbrio para que seu feed seja o mais variado possível.

“Por mais que as fotos em que eu apareça deem mais likes, procuro intercalar, por exemplo, com paisagens e comida. Para isso, um aplicativo que ajuda muito é o UNUM. Ele faz uma réplica da sua timeline e você vai testando as fotos que funcionam”, explica Renata, que também ministra cursos sobre como fazer boas fotos e stories para as redes sociais.

Uma de suas especialidades são hotéis boutique e cinco estrelas. Para garantir um bom registro de um quarto de hotel, por exemplo, a sugestão é conter a ansiedade de se jogar logo na cama.

“A foto do quarto tem que ser a primeira coisa que você faz assim que chega, sem aparecer mala nem nada, e com tudo arrumado”, aconselha. “E dê preferência a fotos durante o dia, com luz natural. Piscinas e vistas de hotéis, também sempre com luz natural. Se tiver algum elemento, além da vista, como uma garrafa de espumante ou um prato de frutas, sempre costumam fazer mais sucesso.”

A busca pela foto perfeita implica alguns sacrifícios, claro. Como acordar antes dos demais turistas, segundo Daniel Negreiros.

“Hoje em dia, quase todo lugar está sempre lotado. Já acordamos antes do sol nascer para fazer uma foto na Fontana di Trevi, em Roma, por exemplo. Outra dica é procurar ângulos que eliminem as pessoas das fotos, tanto fugindo do lugar onde todos estão, quanto fazendo fotos de baixo pra cima onde só apareçam você e uma igreja”, ele ensina, lembrando que, no final, o objetivo da viagem é relaxar. “Nunca deixe de aproveitar. Tem que equilibrar as duas coisas.”

E, como tudo na vida, quanto mais cliques a pessoa fizer e mais ângulos e enquadramento experimentar, melhor ficará nessa arte.

“Quando vejo minhas fotos de viagens de cinco anos atrás, nem as reconheço”, admite Renata.

 

Deixe seu comentário: