Últimas Notícias > Atividades Empresariais > Mesa Brasil Sesc lança concurso de receitas com aproveitamento integral dos alimentos

Inspirado no estádio do Barcelona, o Maracanã terá grama artificial azul

Grama do clube catalão serve de inspiração. (Foto: Reprodução)

Enquanto a briga judicial que envolve a licitação não tem uma solução definitiva, a concessionária que administra o Maracanã toca outros projetos envolvendo o estádio, e um deles é o gramado. Até a parte que cerca o campo de jogo está prestes a sofrer mudanças. Inspirado no que já foi feito no Camp Nou, estádio do Barcelona, o Maracanã vai ganhar um contorno azul. Esta será a cor da grama artificial que fica à beira do campo, já saindo do túnel, pelo qual passam os jogadores.

A mudança é, prioritariamente, uma decisão em nome da estética. Mas há o quesito conforto, porque o tapete que lá está no momento não tem a mesma qualidade do instalado para o Mundial de 2014.

O material já está a caminho e foi fabricado na China. O gramado artificial lembra aquele utilizado nos jogos de hóquei, nos Jogos Olímpicos. Sob a grama sintética haverá um material amortecedor.

A parte natural do gramado, alvo de críticas recentes, terá um terço trocado durante a interdição para jogos, que, a pedido da Greenleaf, começou ontem e terá duas exceções: Flamengo x Atlético-MG, dia 23, e Fluminense x Deportivo Cuenca, em 4 de outubro. A promessa dos responsáveis é que o cenário já será diferente no confronto entre rubro-negros e atleticanos.

Mas a administração do estádio precisará ficar atenta ao gramado porque, já no dia 24 de outubro, haverá show de Roger Waters. Eventos do gênero são sempre um risco ao terreno de jogo.

Críticas

O gramado do Maracanã, mais uma vez, foi motivo de reclamações dos jogadores do Flamengo — agora, após o empate sem gol com o Corinthians, na ida da semifinal da Copa do Brasil, quarta-feira. O camisa 10 Diego foi um dos mais duros nas críticas ao trabalho de conservação da Greenleaf, que interditará o estádio por um mês para melhorar as condições do campo de jogo.

Após a partida, Diego disse que a empresa só tomou uma atitude após imagens da TV mostrarem as péssimas condições do gramado, o que ele considera um erro grave:

“Não vou me omitir em falar sobre o gramado. Isso aqui é uma vergonha. Não só um desrespeito com o Flamengo e o Fluminense, mas com vocês que assistem como torcedores, com o futebol brasileiro. Precisa sair matéria no (programa) Fantástico (da TV Globo) para eles virem aqui e tomarem uma atitude, a de maquiar uma situação que é extremamente importante. As atitudes já deveriam ter sido tomadas.”

Apesar das reclamações, o jogador preferiu não usá-la como argumento para justificar os problemas de finalização do rubro-negro.

O presidente Eduardo Bandeira de Mello também comentou sobre a situação do gramado e avisou que o Flamengo seguirá cobrando melhorias nas condições do campo do Maracanã.

“O gramado está horrível, não tem desculpa. A expectativa que temos é que o gramado vai parar por algum tempo, parece que só vamos jogar o jogo contra o Atlético-MG, porque os ingressos já começaram a ser vendidos. Daqui para frente, vamos ficar um bom tempo com o gramado sendo reparado para voltar a ficar a altura do Maracanã e dos jogos do Flamengo”, disse o dirigente.

 

Deixe seu comentário: