Últimas Notícias > Notícias > Brasil > A Agência Nacional de Vigilância Sanitária, a Anvisa, aprovou remédio genérico para o tratamento do câncer de próstata

Cai o técnico do Inter: na reta final da Série B, Guto Ferreira não resistiu ao empate colorado em 1 a 1 com o Vila Nova-GO

Em cinco meses, Guto (C) comandou 33 jogos, com 17 vitórias, nove empates e sete derrotas. (Foto: Ricardo Duarte/Internacional)

O técnico Guto Ferreira não é mais o técnico do Inter. A demissão, decretada após mais de cinco meses no cargo, foi anunciada oficialmente no site colorado, no início da noite desse sábado, após o empate em 1 a 1 contra o Vila Nova-GO no estádio Beira-Rio, resultado que voltou a adiar a classificação antecipada do clube para a Primeira Divisão. Até o fim do ano, o comando ficará com o interino Odair Hellmann, que já exerceu a função outras vezes.

Desde que trocou o Bahia pelo Colorado, no dia 30 de maio, Guto esteve na casamenta por 33 jogos. Ao todo, foram 17 vitórias, nove empates e sete derrotas, com 58,5% de aproveitamento, 46 gols pró e 20 contra.

Em nota, a direção alvi-rubra informou que a dispensa inclui o preparador físico Juninho e os auxiliares técnicos André Luís e Alexandre Faganello. “O Clube agradece a todos pelos serviços prestados e deseja sorte na sequência de suas carreiras”, resumiu o texto, sem mencionar a sequência frustrante das últimas quatro rodadas da Série B, marcada por uma derrota e três empates.

A queda também foi anunciada em entrevista coletiva pelo vice-presidente de futebol, Roberto Melo. “Estamos trocando não só pelos resultados, mas pelo desempenho da equipe”, argumentou Melo. “O comando técnico não vinha conseguindo tirar dos jogadores e passar a mensagem do que era desejado. Não estávamos conseguindo jogar, chegamos no fim com uma situação extremamente favorável e o rendimento caiu demais nos últimos jogos.”

Resumo

Apesar do apoio de mais de 33 mil torcedores, o Inter saiu na frente contra o Vila Nova-GO mas cedeu o empate em 1 a 1, em partida válida pela trigésima-quinta rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. O placar aberto pelo lateral-direito Cláudio Winck aos 11 minutos do primeiro tempo e igualado pelo atacante Ruan, aos 3 minutos da etapa complementar.

Com esse resultado, o Colorado chegou a 64 pontos e caiu para a vice-liderança, ultrapassado pelo América-MG, que venceu o Figueirense por 2 a 1, chegando a 66 pontos, escore que assegurou matematicamente o seu retorno à Série A. Para também carimbar o seu passaporte, o Inter tem pela frente mais três confrontos.

O próximo será contra o Oeste-SP no interior paulista, na noite desta terça-feira. Já no sábado que vem, o adversário será o Goiás, também fora de casa. Na última rodada – no dia 25 deste mês (sábado) – o Alvi-rubro gaúcho receberá o Guarani-SP em Porto Alegre, encerrando a competição.

 

O jogo

Aos 8min, D’Alessandro aplicou duas vezes o seu clássico drible “La Boba” em em cima de Maguinho, deixando-o caído no gramado. Na sequência, o camisa 10 cruzou para a área e William Pottker concluiu em cima do zagueiro.

Aos 11min, o capitão cruzou para a área, a zaga cortou parcialmente e Rodrigo Dourado, sem ângulo, no segundo poste, cruzou a bola novamente para a marca penal. A defesa goiana não conseguiu afastar e Cláudio Winck empurrou para o fundo da rede.

Aos 21min, o Vila Nova ameaçou pela primeira vez: Geovane bateu cruzado e Maguinho só não conseguiu o desvio para o gol porque Uendel o atrapalhou na pequena área. Depois disso, o jogo ficou truncado, com muita disputa pela bola mas sem que chances de gol.

O segundo tempo começou com um imprevisto. Aos 3min, após cobrança de falta, Thales afastou parcialmente e Ruan pegou a sobra, com um chute de voleio, para igualar o placar.

O Inter respondeu logo em seguida: D’Alessandro cruzou e Cláudio Winck cabeceou para a boa defesa de Luis Carlos. Aos 13min, o zagueiro Thales foi para área adversária na cobrança de escanteio e cabeceou, com muito perigo, por cima do gol goiano, raspando o travessão.

Aos 35min, em rápido contra-ataque, Maguinho invadiu a área e chutou para a defesa de Danilo Fernandes. No rebote, o meia-atacante tentou tovamente, mas apertado pela marcação de Uendel, acabou finalizando para fora. Aos 48min, D’Alessandro alçou a bola na área em cobrança de falta e Carlos desviou de cabeça para acertar o travessão. Foi a última tentativa.

Escalações

O Inter colocou em campo Danilo Fernandes, Cláudio Winck, Thales, Léo Ortiz, Uendel, Rodrigo Dourado, Edenilson, D’Alessandro, Eduardo Sasha (Nico López), William Pottker (Camilo) e Leandro Damião (Carlos).

Já o Vila Nova, sob o comando de Hemerson Maria, escalou Luis Carlos, Anderson Luís (Léo Rodrigues), Wesley Matos, Alemão, Gastón Filgueira, Fagner (Heitor), Geovane, Maguinho, Alan Mineiro, Ruan e Lourency (Tiago Adan).

 

Deixe seu comentário: