Últimas Notícias > Esporte > Pelo jogo de ida das quartas de final da Libertadores, o Inter perdeu por 2 a 0 para o Flamengo no Maracanã

Joaquim Levy pede demissão do BNDES após ultimato de Bolsonaro

Levy (foto) enviou uma carta ao ministro Paulo Guedes para comunicar sua decisão. (Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)

Em carta enviada ao ministro da Economia, Paulo Guedes, neste domingo (16), Joaquim Levy pediu demissão do cargo de presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). “Solicitei ao ministro da Economia, Paulo Guedes, meu desligamento do BNDES. Minha expectativa é que ele aceda. Agradeço ao ministro o convite para servir ao País e desejo sucesso nas reformas. Agradeço também, por oportuno, a lealdade, dedicação e determinação da minha diretoria”, disse. Na carta, Levy também agradeceu os funcionários do banco.

O pedido de demissão veio depois das críticas e ameaças de Bolsonaro, que havia dito que demitiria Levy. A última divergência entre os dois foi a nomeação de Marcos Barbosa Pinto para a diretoria da área de Mercado de Capitais. O presidente exigiu que Levy demitisse Barbosa Pinto, por se tratar de “gente suspeita”. Barbosa Pinto foi chefe de gabinete durante o governo de Luiz Inácio Lula da Silva. Levy havia sido secretário do Tesouro no mesmo governo e ministro da Fazenda na gestão de Dilma Rousseff.

Deixe seu comentário: