Últimas Notícias > Capa – Fama & TV > A atriz Karina Bacchi tentará fertilização pela quarta vez afirmando: “Estou apreensiva”

Justiça encerra caso de agressão com faca ao presidente Jair Bolsonaro


Adélio Bispo de Oliveira (foto) é o responsável pelo ataque a Jair Bolsonaro em Juiz de Fora (MG), no ano passado. (Foto: Divulgação/PM)

Sem novos pedidos da defesa do presidente Jair Bolsonaro e do Ministério Público Federal em Minas Gerais, a 3º Vara Federal de Juiz de Fora encerrou nesta terça-feira (16), o caso da facada no presidente Jair Bolsonaro, desferida por Adélio Bispo de Oliveira. O réu foi considerado inimputável, ou seja, incapaz de responder por seus atos.

O episódio de agressão ocorreu em setembro, quando o atual presidente ainda era candidato, e estava em campanha em Juiz de Fora (MG).

Foram realizados três laudos avaliando a sanidade mental de Adélio Bispo de Oliveira. Os procedimentos resultaram em atestado de indício de transtorno delirante grave e de transtorno permanente paranoide. Outro laudo não revelado pelas autoridades.

Pela lei, Adélio deveria ser encaminhado a um hospital para receber tratamento psiquiátrico, mas o magistrado do caso optou por manter o acusado no presídio federal de Campo Grande, que oferece condições de tratamento da doença que acomete o réu.