Últimas Notícias > Capa – Caderno 1 > O Grêmio já treina no Equador, à espera do duelo desta quarta-feira contra o Barcelona de Guayaquil pelas semifinais da Libertadores

Justin Bieber é proibido de fazer show na China devido a seu mau comportamento

Bieber fez uma turnê na China em 2013. (Foto: Reprodução)

As autoridades da China revelaram que fecharam as portas para futuras apresentações do cantor canadense Justin Bieber, por conta do “mau comportamento” do ídolo do pop dentro e fora do país asiático. “Não é apropriado que entrem no país artistas que tenham tido comportamentos inadequados”, disse o Escritório Municipal de Cultura de Pequim, em um comunicado publicado nesta semana, respondendo ao pedido de um fã para que Bieber pudesse se apresentar na China.

“Bieber é um jovem cantor com muito talento, mas também polêmico, e como figura pública teve uma série de comportamentos poucos adequados em sua vida social, tanto no exterior como dentro da China”, explica a nota. Por enquanto, o país não permitiu que o artista, de 23 anos, atue nos palcos chineses “com o objetivo de regular a ordem das atuações e purificar o ambiente”, acrescentando no documento publicado no site oficial do departamento de cultura.

A nota é finalizada desejando que “Justin Bieber possa melhorar as suas palavras e comportamentos à medida que amadurecer e se transformar em um verdadeiro cantor pop”. A China vetou a entrada de diversos artistas internacionais no passado, ainda que seja pouco habitual que as autoridades expliquem a razão dos vetos, como fizeram agora com Bieber.

Artistas, como a islandesa Bjork (que gritou a favor de um Tibete independente durante uma apresentação em Xangai), Bon Jovi, Oasis e Guns N’Roses tiveram problemas com as autoridades chinesas e inclusive sofreram cancelamentos de shows na última hora por desavenças políticas com o regime comunista.

Justin Bieber fez uma turnê na China, em 2013, quando causou certa polêmica ao percorrer a Grande Muralha e tirar fotos sendo levado nas costas por seus seguranças. No entanto, a maior polêmica de Bieber com a China foi protagonizada no ano seguinte, quando visitou em Tóquio (Japão), o santuário Yasukuni, um lugar impopular em outros países da Ásia Oriental, pois homenageia, entre outros, crimes de guerra na época em que o Exército japonês invadiu o território chinês.

Brasil

No Brasil, o cantor foi citado judicialmente pelo TJ-RJ (Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro), em processo que apura crimes contra o ordenamento urbano e o patrimônio cultural.

O mandado de citação foi expedido pelo juiz Rudi Baldi Loewenkron, da 34ª Vara Criminal da Capital. A ação foi proposta pelo Ministério Público depois que o artista pichou o muro do Hotel Nacional, na Zona Sul do Rio, em 2013. Com essa citação, o processo segue agora para a defesa do cantor. Caso essa defesa não seja apresentada por seus advogados, o juiz poderá decidir sobre alguma punição.

O juiz Rudi Baldi Loewenkron decidiu reabrir o caso contra o cantor Justin Bieber. Em agosto de 2015, o processo iniciado em 2013, durante a última passagem de Bieber pelo Brasil, foi suspenso porque a Justiça não conseguiu citá-lo nas acusações. Na ocasião, ele não foi encontrado por oficiais de Justiça.

Deixe seu comentário: