Quarta-feira, 11 de Dezembro de 2019

Porto Alegre
Porto Alegre
22°
Fair

Brasil Dallagnol nunca pediu investigação de ministros do STF, diz força-tarefa da Lava Jato

Integrantes do Conselho Nacional do Ministério Público, que analisam denúncias da conduta do procurador do MPF Deltan Dallagnol, da força-tarefa da Operação Lava-Jato, estão com ouvidos quentes. (Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil/Arquivo)

Em uma nota, a força-tarefa de procuradores que atuam na Operação Lava Jato em Curitiba afirmou que o procurador Deltan Dallagnol nunca pediu para a Receita Federal investigar ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) ou seus familiares. Ainda foi confirmado que as informações que surgiram durante as investigações sobre pessoas que têm foro privilegiado foram encaminhadas à Procuradoria-Geral da República (PGR) por meio de devida formalização.

“As investigações realizadas pelos integrantes da força-tarefa sempre foram restritas ao escopo de suas competências perante a 13ª Vara Federal, na 1ª instância do Judiciário. As informações sobre detentores de foro privilegiado que chegaram ao grupo sempre foram repassadas à Procuradoria-Geral da República, como determina a lei. Algumas dessas informações chegaram à força-tarefa porque ela desempenha o papel de auxiliar da PGR na elaboração de acordos, mas nunca por causa de investigações”, diz a nota.

Intercept Brasil
A manifestação foi motivada por novas supostas conversas envolvendo o procurador divulgadas pelo site The Intercept Brasil. Os procuradores também afirmaram que não reconhecem as conversas divulgadas pelo site e que as mensagens “têm sido usadas, de forma editada ou fora de contexto, para embasar acusações e intrigas que não correspondem à realidade”.

Voltar Todas de Brasil

Compartilhe esta notícia:

Banco Central anuncia a troca do diretor de Política Econômica
Um terço do desmatamento de junho ocorreu em anos anteriores, afirma ministro do Meio Ambiente
Deixe seu comentário
Pode te interessar