Home > Notícias > Brasil > A Polícia Federal vai fazer uma varredura em gabinetes e telefones de ministros do Supremo

A legislação espanhola pressiona Cristiano Ronaldo a confessar fraude

Craque nega as acusações. (Foto: Divulgação)

O jornal português Expresso informou que a legislação espanhola está pressionando o craque Cristiano Ronaldo a confessar para o Ministério Público que cometeu fraude fiscal. O jogador do clube espanhol Real Madrid foi acusado de omitir 14,7 milhões de euros (aproximadamente R$ 54 milhões).

Segundo a publicação, caso o português admitisse seu erro, sua possível pena seria substancialmente reduzida para dois anos de prisão. Essas acusações ainda poderiam se tornar uma multa de 28 milhões de euros e uma pena de prisão de “no mínimo sete anos” para o atacante.

“Na prática, significa que, se confessasse, Ronaldo deixaria de se arriscar a uma pena de prisão efetiva e passaria a estar sujeito apenas a penas em suspensão”, diz o jornal. “Ronaldo poderia assim ser pressionado para apostar no que já é garantido”, prossegue o veículo, lembrando ainda que CR7 precisaria “engolir” suas declarações afirmando que não cometeu o crime.

O jornal ainda destaca que o jogador “se enfureceu com sua equipe de assessores quando soube que estava sendo investigado” e já tem sua argumentação no processo preparada. A base dela será de que ele “não sabe, nunca soube e nem poderia saber” das fraudes cometidas.

A notícia que circula na imprensa de Portugal é que o craque pretende deixar a Espanha graças à acusação de sonegação. Segundo o Marca, o português acredita que o Real Madrid não estaria dando o respaldo necessário à situação. Cristiano Ronaldo afirma não ter cometido crime algum e  que o problema com a Justiça da Espanha é do Real Madrid, e não dele.

Bayern

O clube alemão Bayern de Munique valeu-se de um comunicado carregado de ironia para descartar que esteja atrás da contratação do craque português Cristiano Ronaldo. O boato circulou em jornais europeus depois que surgiram notícias da insatisfação do atacante por conta da pressão do Fisco espanhol. O jogador  teria mostrado vontade de deixar a Espanha, o que significaria ser negociado pelo Real Madrid com outro clube.

Em comunicado divulgado no seu site oficial, o Bayern concedeu até um “prêmio” para o boato de que estaria negociando com Cristiano Ronaldo: o “Pato do Dia”. O clube afirmou que o rumor “simplesmente não condiz com os fatos”.

“Estamos acostumados à intensa especulação sobre chegadas e partidas durante a janela de transferências. Via de regra, não comentamos sobre esses boatos. Mas agora, no caso de Cristiano Ronaldo, gostaríamos de esclarecer de uma vez por todas que este boato não tem fundamento e deveria ser tratado como parte do reino da fábula”, disse o diretor-executivo do Bayern, Karl Heinz Rummenigge.

 

Comentários