Home > Capa – Caderno 1 > Saiba por que Einstein teve que esperar que um eclipse confirmasse a sua teoria da relatividade

Luiza Brunet quer provar união estável com o bilionário gaúcho Lírio Parisotto. Condenado por agressão, ele fala em “companheirismo” em rede social

Brunet e Parisotto no baile da Vogue em 2013. (Foto: AgNews)

A disputa na Justiça entre a atriz Luiza Brunet e o empresário Lírio Parisotto está longe do fim: a modelo ainda move contra o ex-companheiro uma ação com pedido de reconhecimento e dissolução de cinco anos de união estável, condição negada por ele. O processo está em fase de instrução e, nos próximos dias, a Justiça de São Paulo determinará às partes que apresentem testemunhas para as primeiras audiências do processo, que tramita sob sigilo.

Nesta segunda-feira, a juíza Elaine Cristina Monteiro Cavalcanti, titular da Vara de Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher do Tribunal de Justiça de São Paulo, condenou Parisotto a um ano de prestação de serviços à comunidade pela agressão à atriz Luiza Brunet, no ano passado.

A sentença determinava que o empresário cumprisse pena em regime aberto, o que o obrigaria a passar a noite em casa de albergado ou na própria casa, seguindo regras estabelecida pela Justiça. No entanto, a juíza determinou a suspensão desta pena por não se tratar de réu reincidente e considerando itens como “culpabilidade, antecedentes, conduta social e personalidade” do empresário.

A suspensão da detenção em regime aberto tem duração prevista de dois anos, período em que Parisotto deverá comparecer uma vez por mês em cartório do Tribunal de Justiça para apresentar comprovantes de residência fixa e exercício de trabalho regular.

Nesta terça-feira, o empresário publicou texto em suas redes sociais dizendo que irá recorrer da decisão da Justiça e que a lesão a qual é acusado “não condiz com os fatos” e que, por isso, “a verdade prevalecerá”.

“Fazer serviço comunitário seria um prazer, já faço muita ajuda comunitária”, escreveu o empresário, que terminou o texto agradecendo aos amigos pela força e desejando “muita paz e companheirismo” a todos, pois “só assim o amor sobreviverá e vencerá”.

Relembrado velhas verdades: Prometi que usaria este canal para esclarecer um episódio desagradável da minha vida, à meus seguidores, aqui esta: Fui vítima de três acusações: 1) agressão num barco em viagem, na verdade eu que fui agredido a acusação não prosperou, muita cara de pau, muito obrigado Dr Promotor Gaya; 2) lesão num dedo, considerada grave, acabei de ser absolvido, história sem nexo algum, mentiras de duas Patranheiras, muito obrigado Dra Juíza Elaine Cavalcante pela lucidez e isenção que avaliou este caso; 3) sobrou a suposta lesão em NY, foi considerada leve, ou seja a menor possível, mas ainda assim não condiz com os fatos, fui condenado a um ano de serviços comunitários, irei recorrer tenho certeza que a verdade prevalecerá. Aliás fazer serviço comunitário seria um prazer, já faço muita ajuda comunitária. Este prazer terei até o fim da minha vida. Um privilégio poder ajudar pessoas que merecem. Não vou me delongar no assunto, quem tiver interesse está tudo escrito nas datas deste triste episódio aqui neste canal, só conferir, nada mudei. Atentem para o financeiro. Portanto, muita paz e companheirismo, só assim o amor sobreviverá e vencerá. Adoro vcs, obrigado pela força. 💋🍷💤👀

A post shared by Lirio A Parisotto (@lirioparisotto) on

 

Comentários