Últimas Notícias > Colunistas > Venda da Refinaria Alberto Pasqualini pode render até US$ 2,5 bilhões

Maicon prega “concentração” para os próximos jogos e vê parada “ruim” na Copa América

*Valéria Possamai

Um dia após a definição do adversário nas oitavas de final da Copa Libertadores, o capitão do Grêmio, Maicon, foi o primeiro atleta do elenco a falar sobre próximo enfrentamento contra o Libertad. Por conta do longo período que separa até a data do jogo de ida, o volante destacou que o time prioriza neste momento a recuperação no Campeonato Brasileiro e o mata-mata na Copa do Brasil.

“Não tem muito o que escolher. As equipes que mereceram passaram, são grandes equipes. Ainda tem bastante tempo para esse jogo da Libertadores, nós temos outro compromissos importantes, começando pelo final de semana, onde precisamos nos recuperar o mais rápido possível no Campeonato Brasileiro”, declarou.

A importância citada pelo capitão no jogo do final de semana é justamente porque o time ainda não conseguiu vencer no torneio nacional. Na busca pelos primeiros três pontos, os comandados de Renato Portaluppi terão pela frente o Ceará, em Fortaleza. E, para subir na tabela, Maicon prega que o time precisa ter “concentração”. “A gente sabe que tem um grupo forte, qualificado. A gente sabe que as atuações boas que tivemos não é de um ou dois jogos, vem de anos. Precisamos ter concentração. Conversamos muito entre a gente.  Ás vezes por um descuido nosso, acabamos pecando, achando que vamos marcar a qualquer momento e o futebol não tem tempo para isso. Vimos isso contra o Fluminense, perder um jogo como aquele contra não tem explicação. Temos que manter o foco. O professor Renato nos cobra concentração e se tivermos isso em mente vamos nos tornar cada vez mais fortes.”

Com relação à realização da Copa América no próximo mês, Maicon considera ruim a parada. O jogador explica que o recesso acaba por “esfriar” a sequência do time nas competições. “Se você for analisar, sempre que um time está em uma situação difícil, a parada é o tempo para você ajustar as coisas que não foram bem feitas. E quando você está embalando em uma competição, querendo ou não, acaba dando uma esfriada na equipe. Mas era uma parada que já estava programada. Não tem jeito. Nesses jogos do Brasileiro temos que encostar nos primeiros lugares, para que a gente possa ir para a pausa (da Copa América) com mais tranquilidade. Eu prefiro seguir jogando… Até porque a gente vai ter que fazer uma nova temporada, tudo isso é complicado. Como falei, se tem alguma coisa errada, nessa parada você consegue ajustar, mas se está embalado, como estamos na Libertadores, o ideal seria continuar. Mas não somos nós que decidimos (risos).”

Na tarde desta terça-feira, o Grêmio retomou às atividades no CT Luiz Carvalho. A boa notícia ficou por conta da presença de Paulo Miranda. O zagueiro que vendo ausência nas partidas está na fase final de recuperação e pode virar opção já para o final de semana, já que Kannemann, suspenso, não viaja para o Ceará.

Com a transferência da partida da Copa do Brasil, o técnico Renato Portaluppi terá o restante da semana à disposição para treinamentos. Na sexta-feira, a delegação embarca para Fortaleza, onde vai em busca dos primeiros três pontos no sábado, contra o Ceará. Com apenas 2 somados, o time está na zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro.

*estagiária sob supervisão de Marjana Vargas

Deixe seu comentário: