Últimas Notícias > Notícias > Brasil > Entenda como funciona o Coaf, o órgão que pôs um ex-assessor de Flávio Bolsonaro sob suspeita

Brigada Militar e manifestantes entram em confronto em frente à Assembleia Legislativa

Servidores estaduais em greve protestam contra projetos do governo do Estado. (Foto: Jackson Ciceri/ o Sul)

Servidores e sindicalistas protestam desde a manhã desta terça-feira (22) em frente à Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul. A manifestação é contra o projeto do governo do Estado que prevê o aumento de alíquotas do ICMS (Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) e a proposta de extinção de fundações para conter gastos. A votação das matérias está prevista para iniciar às 14h no Legislativo.

Os manifestantes avançaram sobre os gradis colocados em frente à Casa. O clima ficou bastante tenso e houve confronto com a Brigada Militar, que fez um cordão de isolamento para impedir o acesso da multidão ao prédio e usou bombas de gás lacrimogêneo. A Tropa de Choque foi acionada. Manifestantes arremessaram pedras contra os policiais. Houve troca de socos, chutes e empurrões.  Pelo menos três pessoas foram detidas.

No início da manhã, sindicalistas e representantes da CUT (Central Única dos Trabalhadores) bloquearam o trânsito por cerca de meia hora nas avenidas da Legalidade e Mauá, na entrada de Porto Alegre, causando grande congestionamento. Depois, seguiram em caminhada até a Assembleia para se juntar aos servidores.

 

Deixe seu comentário: