Últimas Notícias > Notícias > Brasil > Governo publica decreto que facilita a doação de órgãos no Brasil

Manifestantes protestam contra o fim da gratuidade da segunda passagem de ônibus em Porto Alegre

Grupo colocou fogo em pneus e objetos na rua Sarmento Leite. (Foto: EPTC/Divulgação)

Dezenas de pessoas, a maioria estudantes da Ufrgs (Universidade Federal do Rio Grande do Sul), protestaram, no início da manhã desta sexta-feira (11), na rua Sarmento Leite, em Porto Alegre, contra o fim da gratuidade da segunda passagem de ônibus na Capital, determinado por decreto do prefeito Nelson Marchezan Jr.

Com cartazes e faixas, o grupo colocou fogo em pneus e objetos na pista e bloqueou o trânsito por cerca de uma hora e meia na frente da Faculdade de Arquitetura. Por volta das 7h30min, a Brigada Militar usou bombas de gás lacrimogêneo para dispersar os manifestantes. A EPTC (Empresa Pública de Transporte e Circulação) informou que, pouco antes das 8h, após a limpeza da via, o tráfego na Sarmento Leite foi liberado.

Depois, o grupo seguiu em deslocamento pela avenida Loureiro da Silva até a Escola Técnica Parobé, onde se encontrou com outros manifestantes e houve mais um bloqueio no trânsito.

Às 9h30min, eles iniciaram uma caminhada em direção ao Centro, bloqueando o Túnel da Conceição e depois a avenida Mauá. Às 10h30min, os manifestantes chegaram ao Paço Municipal. O protesto foi encerrado às 11h30min em frente à prefeitura.

Em razão da manifestação, o trânsito ficou bastante congestionado na área central da cidade durante toda a manhã. Linhas de ônibus tiveram de ser desviadas, de acordo com a EPTC.

Manifestantes seguiram em caminhada em direção ao Centro. (Foto: EPTC/Divulgação)
Ato terminou em frente à prefeitura. (Foto: EPTC/Divulgação)

 

Deixe seu comentário: