Últimas Notícias > Colunistas > Fatos históricos do dia 20 de fevereiro

Médico da Rede de Saúde Divina Providência ensina a prevenir ansiedade na volta às aulas

O psiquiatra Rafael Moreno, do Hospital São José (que faz parte da Rede de Saúde Divina Providência), salienta que os pais devem demonstrar empatia com o filho neste retorno ao ano letivo. (Foto: divulgação)

Depois de várias semanas de diversão e poucos compromissos, chega o momento de voltar às aulas. A retomada da rotina pode gerar ansiedade, inquietação e estresse em algumas crianças e adolescentes. O psiquiatra Rafael Moreno, do Hospital São José (que faz parte da Rede de Saúde Divina Providência), salienta que os pais devem demonstrar empatia com o filho neste retorno ao ano letivo:

“Boa parte das crianças vibra com o retorno das aulas, mas algumas podem se sentir desconfortáveis, como ocorre nos casos de crianças com transtornos de ansiedade. As preocupações com o rendimento escolar, esportivo, ou a vergonha excessiva ao reencontrar colegas ou de conhecer colegas novos, podem fazer com que sintomas corporais apareçam, como dores pelo corpo e sintomas gástricos ou intestinais. Em casos mais acentuados, as crianças podem não querer retornar às aulas”.

Apesar de o quadro emocional variar conforme a maturidade da criança, sabe-se que a infância é um período em que se experimenta novos desafios todos os dias e as mudanças no universo infantil são muito rápidas. Por isso, os pequenos alunos sentem emoções distintas, que podem ser bastante complexas quando se trata da fase de crescimento.

Um certo grau de inquietação, neste momento, faz parte do desenvolvimento normal das crianças e adolescentes, mas alguns sintomas podem indicar que este temor está se tornando um transtorno de ansiedade e/ou depressão. Entre eles, o médico destaca: irritabilidade, insônia (que pode começar até um mês antes do início das aulas), cansaço sem explicação, piora do rendimento escolar, dores de cabeça, palpitações no peito, crises de choro, dores de barriga e inapetência.

Dicas para reduzir a ansiedade das crianças na retomada à escola:
– Inicie a volta da rotina com antecedência. Alguns dias antes, estimule a criança a ir para a cama mais cedo, se alimentar nos horários certos e ter um tempo de tranquilidade.
– Prepare alimentos mais leves, de digestão mais fácil.
– Deixe os materiais escolares separados e organizados.
– Converse bastante com a criança, ouça seus os sentimentos e tente acalmá-la quando estiver ansiosa.
– Ensine a ela técnicas simples de relaxamento e ressalte as coisas boas que tem no colégio.
– Mantenha contato com a escola para auxiliá-lo neste retorno.
– Se possível, reúna alguns dos amiguinhos do colégio para um encontro antes de começarem as aulas.
– Informe-se se esta ansiedade não está ligada a um possível bullying no colégio.
– Caso suspeite de que o aluno sinta mais do que uma inquietação e esteja desenvolvendo um transtorno de ansiedade ou depressão, busque avaliação de algum profissional de saúde mental (psicólogo ou psiquiatra).
– Se houver o diagnóstico, siga o tratamento corretamente, como psicoterapia e medicação (se necessário).

Deixe seu comentário: