Sábado, 07 de Dezembro de 2019

Porto Alegre
Porto Alegre
25°
Fair

Brasil Ministro da Cidadania participa da posse do presidente da Argentina

O anúncio foi feito pelo porta-voz da presidência, Otávio Rego Barros. (Foto: Alan Santos/PR)

O presidente Jair Bolsonaro designou o Ministro da Cidadania, Osmar Terra, para comparecer à posse do presidente eleito da Argentina Alberto Fernández. O anúncio foi feito pelo porta-voz da presidência, Otávio Rego Barros, na noite desta quarta-feira (6). A posse será no dia 10 de dezembro.

“O Ministro Osmar Terra é um cidadão rio-grandense com larga experiência naquela área, fluente inclusive no idioma castelhano, e um representante digno do nosso País, da nossa diplomacia. Para as nossas relações bilaterais com a Argentina o Brasil se faz muito bem representado”, disse Rego Barros.

Emprego

O porta-voz falou ainda que na próxima segunda-feira será divulgado o Programa Verde-Amarelo que tem objetivo de reduzir os custos de contratação de jovens que têm entre 18 e 29 anos e de pessoas acima de 55 anos que não estejam aposentadas. Rego Barros afirmou que todos os direitos da Constituição Federal estarão garantidos nesse novo projeto. Além disso, o porta-voz disse que serão anunciadas medidas de incentivo ao microcrédito para pessoas mais pobres e para a inclusão de pessoas com deficiências no mercado de trabalho.

Pré-sal

Sobre o megaleilão do pré-sal, realizado na manhã desta quarta, o porta-voz disse que o governo foi considerado um sucesso. “Havia expectativas levantadas em torno de US$ 100 bilhões atingimos US$ 70 bilhões o que significa que este foi o maior leilão deste tipo no mundo”, completou.

Rego-Barros disse ainda que o governo tem expectativas futuras sobre os dois poços que não foram leiloados para que no futuro possam ser apresentados e oferecidos à iniciativa privada.

Todas de Brasil

Compartilhe esta notícia:

A Petrobras e empresas chinesas pagaram 68 bilhões de reais no megaleilão do pré-sal
Bolsonaro revogou o decreto que impedia o plantio de cana-de-açúcar na Amazônia
Deixe seu comentário
Pode te interessar