Últimas Notícias > Notícias > Mundo > Manifestantes são dispersados com gás lacrimogêneo em Hong Kong em novo dia de protestos

Ministro Fachin arquiva dois dos três pedidos da defesa de Lula 



Pedidos foram arquivados por Fachin após defesa ter desistido. (Foto: Nelson Jr./SCO/STF)

O ministro Luiz Edson Fachin, Supremo Tribunal Federal (STF), arquivou dois dos três pedidos da defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Os recursos, referentes a suspeição do ministro Sérgio Moro quando ele ainda era juiz, começaram a ser julgados em plenário virtual na sexta-feira (16), mas foram arquivados depois da defesa do ex-presidente ter desistido.

A defesa argumentou que a suspeição de Moro já está sendo julgada em um habeas corpus, e por esse motivo desistiu dos outros pedidos. O objetivo da defesa do ex-presidente é anular tudo o que Moro determinou nas ações relacionadas ao ex-presidente Lula. Para o caso ser concluído, ainda faltam os votos dos ministros Gilmar Mendes, Ricardo Lewandowski e Celso de Mello.

Julgamento em plenário virtual
Em um julgamento em plenário virtual, os ministros votam pelo computador, sem a necessidade de se reunirem presencialmente para debater. O relator da Lava Jato no STF, Edson Fachin, insere seu voto e os demais integrantes da Turma decidem se concordam ou divergem da decisão. Há possibilidade dos ministros pedirem “destaque” durante o processo, levando o caso para ser discutido presencialmente.

Deixe seu comentário: