Últimas Notícias > Capa – Magazine > Dany Bananinha confirma gravidez de seu primeiro filho e diz que é “presente inesperado”

Motoristas gaúchos a caminho de Torres e Santa Catarina enfrentaram 10 km de congestionamento

Problema foi mais crítico no trecho entre Terra de Areia e Três Cachoeiras. (Foto: EBC)

O intenso movimento de veículos com direção à praia de Torres (Litoral Norte) e Santa Catarina resultou, nessa sexta-feira, em pelo menos 10 quilômetros de congestionamento na rodovia BR-101, no trecho que vai de Terra de Areia a Três Cachoeiras. Contribuíram para agravar o problema as obras de manutenção e de um novo posto de pedágio na estrada, administrada pela concessionária CCR Via Sul.

Em meio a esse cenário de lentidão, que consome um tempo precioso do lazer e descanso de quem entra em um carro para aproveitar o feriado, a PRF (Polícia Rodoviária Federal) reitera aos motoristas uma orientação antiga, mas sempre atual: dirigir com paciência e cautela redobrada, a fim de evitar acidentes e transtornos.

Colisão

No começo da noite de quinta-feira, quatro veículos se envolveram em uma colisão no quilômetro 8 da Estrada do Mar. Gravemente ferido, o condutor de um Fiat Palio de Porto Alegre foi removido das ferragens e atendido no hospital São Vicente de Paulo, em Osório. O acidente também causou um grande congestionamento de trânsito na área.

Os demais protagonistas da colisão foram um Chevrolet Cruze de Alvorada, um Classic de Glorinha e uma caminhonete Ford F-250 de procedência não confirmada. As vítimas (ao menos quatro pessoas) foram atendidas pelo Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) e encaminhadas à mesma instituição de Osório.

Estatística

Conforme o Detran (Departamento Estadual de Trânsito) do Rio Grande do Sul, uma análise dos acidentes registrados nos Feriadões Farroupilhas de 2007 a 2018 revela uma acidentalidade preocupante. O chefe da Assessoria Técnica da Autarquia, Silvério Kist , chamou a atenção para o fato de a data temática estar associada a uma média de 6,24 óbitos por dia.

Isso corresponde a dizer que a cada três horas e 51 minutos, aproximadamente, uma pessoa perde a vida no trânsito. No ano passado ocorreram 20 acidentes fatais, que resultaram em 21 mortes em cinco dias.

Nos últimos 12 anos, houve um pico de acidentalidade fatal em 2011, quando morreram 35 pessoas em cinco dias. A menor média histórica foi em 2007 (média de três mortes/dia) e a maior ocorreu em 2014 (nove mortes/dia). De 2007 a 2018, 287 vidas foram perdidas nos feriados de Revolução Farroupilha.

Operação

Preservar vidas, alertar condutores sobre comportamentos que potencializam o risco de acidentes no trânsito, como embriaguez ao volante, excesso de velocidade e ultrapassagens indevidas e não uso do cinto. Com esses objetivos, PRF, BM (Brigada Militar), CRBM (Comando Rodoviário da BM), Detran-RS e Polícia Civil estão mobilizados na Viagem Segura da Revolução Farroupilha.

A 107ª edição da ação se estende por quatro dias, desde a zero hora desta quinta-feira (19) até a meia-noite de domingo (22), com intensiva na fiscalização. A Viagem Segura Farroupilha coincide com a Semana Nacional de Trânsito de 2019 e faz parte da programação das instituições parceiras que também colaboram na Viagem Segura. Isso inclui órgãos como EPTC, ANTT, Dnit, Cetran-RS, Daer, EGR (Empresa Gaúcha de Rodovias), Famurs e representantes da sociedade.

(Marcello Campos)