Últimas Notícias > Capa – Destaques > A partir desta segunda-feira, o emplacamento de veículos no Rio Grande do Sul fica mais fácil e rápido

Mulher morre após inalar fumaça durante manifestações

Segundo informações Edi Alves Guimarães inalou muita fumaça por conta da proximidade que o ônibus estava dos protestos. (Foto: Reprodução/ TV Globo)

Morreu, no Hospital Risoleta Neves, em Belo Horizonte, a mulher que estava internada desde a última sexta-feira (14) por inalar fumaça de pneus queimados durante as manifestações contrárias a reforma da Previdência. Edi Alves Guimarães, de 53 anos, era mãe de 8 filhos e passou mal quando, em direção ao trabalho, passou pelos protestos que ocorreram em frente à Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). A Polícia Militar informou que os agentes presentes no momento socorreram a mulher que, a caminho do hospital, teve duas paradas cardiorrespiratórias.

Segundo informações a vítima teria chegado ao Hospital Risoleta Neves inconsciente e em estado grave. Em seguida, a mulher foi submetida a procedimentos padrões e levada ao Centro de Tratamento Intensivo (CTI).

O hospital informou que Edi Alves Guimarães morreu às 14h30 da última segunda-feira (17). Em nota à imprensa, informou que, de acordo com relatos de parentes, ela não tinha histórico de doenças respiratórias.