Home > Capa – Caderno 1 > O Governo Federal terá de pagar 80 mil reais a uma mulher que tomou a vacina contra a gripe e teve reação adversa

Museu do Amanhã ganha na França prêmio de Construção Verde mais Inovadora

O Museu do Amanhã foi estruturado dentro dos conceitos de sustentabilidade. (Foto: Reprodução)

O Museu do Amanhã, do Rio de Janeiro, ganhou nesta quinta-feira (16) o prêmio internacional Mipim (Mercado Internacional dos Profissionais Imobiliários), na categoria Construção Verde mais Inovadora, superando concorrentes do Reino Unido, da Suécia e da Alemanha. O resultado foi divulgado em Cannes, na França.

Para o diretor-geral do museu, Ricardo Piquet, o prêmio é um reconhecimento da conexão entre o conteúdo do Museu do Amanhã, que “trata da sustentabilidade do planeta”, e o fato “de ser um prédio sustentável”.

Piquet acentuou que, com o prêmio, a responsabilidade aumenta, na medida em que se tem que preservar os sistemas que foram pensados e projetados para o museu, para dar o caráter sustentável ao prédio. Entre esses sistemas, ele destacou o de captação de água da Baía de Guanabara, as placas de energia solar na cobertura, e o espelho d’água que reduz a temperatura no entorno do museu.

“Todos os quesitos da sustentabilidade e a relação com o tema propriamente dito, a relação do museu com o meio, com o entorno, com a própria Baía de Guanabara. Esses compromissos serão mais percebidos”, frisou Piquet.

Comentários