Últimas Notícias > Capa – Caderno 1 > Homem é assassinado a tiros em Cachoeirinha

Museu de NY cancela evento em homenagem a Bolsonaro

O presidente disse ainda que vai enviar ao Congresso um projeto de lei que prevê excludente de ilicitude. (Foto: Agência Brasil)
Por Bárbara Assmann*

 

O Museu de História Natural de Nova York publicou em seu Twitter, nesta segunda-feira (15), que não irá mais sediar a cerimônia de premiação do presidente Jair Bolsonaro como “Pessoa do Ano”.

A publicação explica o porquê da desitência em receber o evento, dizendo que não é o local ideal. “Com respeito mútuo pelo trabalho e pelos objetivos de nossas organizações individuais, concordamos que o museu não é o local ideal para o jantar de gala da Câmara de Comércio Brasil-Estados Unidos”, concluindo que a premiação acontecerá em outro local, na data e hora originais.

Nos comentários da postagem, a maioria dos usuários agradece a atitude da instituição. Desde a semana passada, o Museu tem sido alvo de críticas pela homenagem ao presidente brasileiro.A gestão do espaço já havia informado que iria avaliar as providências possíveis para o caso.

No último domingo (14), o Museu havia feito publicações em português para ressaltar que o presidente brasileiro não foi convidado pela instituição para receber o prêmio. A Câmara de Comércio escolheu Bolsonaro como “personalidade do ano”, em uma premiação que é tradicionalmente entregue durante um jantar de gala realizado dentro do espaço. Neste ano, a cerimônia está marcada para o dia 14 de maio e o novo local não foi divulgado na publicação.

 

Estagiária sob supervisão de Marjana Vargas*