Últimas Notícias > Notícias > Brasil > Ricardo Salles diz que usar recursos do fundo da Petrobras na Amazônia “não é o caminho mais apropriado”

Música instrumental ganha projeto no Clube de Cultura

(Foto: Clube Instrumental)

O mais novo projeto musical de Porto Alegre, Clube Instrumental, terá como palco o Clube de Cultura, localizado na rua Ramiro Barcelos,1853, no bairro Bom Fim, em toda segunda-feira de cada mês, sob a curadoria de Mozart Dutra e Marcos Monteiro. A abertura, que acontecerá na próxima segunda (8), às 20h30min, será com “Kind of Duo”, com Max Sudbrack (piano) e Matheus Pasquali (baixo acústico), encontro feliz e oportuno entre dois músicos e amigos que estão há anos desenvolvendo um trabalho musical sólido e consistente na cena musical porto-alegrense. Os ingressos custam R$ 15,00.

Mescladas em um repertório recheado de clássicos do jazz, do rock e da música popular brasileira, a dupla também interpreta temas autorais com uma linguagem jazzística. O repertório vai de standards do jazz, passando por Kurt Cobain até a bossa nova de Tom Jobim. Após tocar com nomes como Jorginho do Trompete, Pedro Tagliani (Raiz de Pedra) e Kulla Jazz, a dupla resolveu apostar no trabalho autoral em formato compacto, revisitando obras dos mais variados gêneros no formato jazzístico. Em abril deste ano, o show foi apresentado no projeto Chapéu Acústico, encantando o curador do projeto, Marcos Monteiro, pela sua qualidade e sonoridade. “Este show encantaria qualquer amante da música, em qualquer lugar do país”, afirma o publicitário e fotógrafo, amante da música de qualidade.

O Clube Instrumental surgiu de um bate-papo entre os amigos Mozart Dutra, que é presidente do Clube de Cultura e Marcos Monteiro, preocupados com a pouca valorização da música instrumental e os escassos projetos musicais na capital gaúcha.

Deixe seu comentário: