A Nasa captou uma imagem de “larvas” em cratera de Marte

Parece ser o leito de um rio, com o aspecto similar a larvas. (Foto: NASA)

A Nasa (a agência espacial norte-americana) divulgou na última semana uma imagem interessante de uma das crateras de Marte.

A fotografia foi captada pela nave espacial Orbitador de Reconhecimento de Marte e mostra o que parece ser o leito de um rio, com o aspecto similar a larvas. A foto foi tirada em uma região do Planeta Vermelho conhecida como Mare Serpentis.

Segundo a NASA, tais características incomuns são conhecidas como “material ejetado”, e a agência espacial as descreve como verdadeiramente “esclarecedoras”, porque revelam um subsolo “por vezes exótico”, assim como materiais formados por impactos.

Conforme cientistas da NASA, o material ejetado vem de duas crateras sem nome, mostrando características lineares na direção de leste a oeste.Tais materiais ejetados também foram registrados em outras partes de Marte, acrescentou a agência espacial norte-americana.

Astrônomos detalharam ainda que outras características presentes na imagem das ‘larvas’ marcianas representam diferentes tipos de rochas e minerais existentes no Planeta Vermelho.

Minerais e rochas alteradas O tom azul evidencia geralmente a presença minerais ricos em ferro, como olivina e piroxênio. Já as cores mais claras, tais como amarelo, apontam a existência de rochas alteradas em Marte.

Sem recursos humanos

O vice-diretor de exploração e operações humanas da NASA, William H. Gerstenmaier, revelou que a agência espacial norte-americana não tem os recursos financeiros para enviar seres humanos a Marte antes de 2030. O cientista fez tal afirmação durante uma recente conferência no Instituto Americano de Aeronáutica e Astronáutica dos EUA.

As missões a Marte têm uma alta taxa de falha. Das 16 tentativas de aterrissar uma nave espacial ou sonda na superfície do Planeta Vermelho, apenas sete se consumaram. Em outubro passado, por exemplo, a Agência Espacial Europeia (ESA) perdeu uma de suas sondas em solo marciano.

“Eu não posso dizer a data em que serão enviadas missões tripuladas a Marte e a razão reside no baixo orçamento, o aumento é de apenas cerca de 2% e também porque não temos os sistemas de superfície necessários para pousar em Marte”, detalhou Gerstenmaier.

Problema com atmosfera

Conforme cientista, um grande problema referente às missões a Marte é a questão da atmosfera do Planeta Vermelha, cuja pressão é de apenas 1% da Terra.

Vida inteligente

A busca por vida inteligente fora do planeta Terra é um dos objetos de incansáveis pesquisas feitas pela NASA em nosso sistema solar. Ultimamente o planeta que mais tem chances de ser uma possível habitação para os extraterrestres seria Marte. O quarto planeta do sistema solar, sendo o mais próximo do nosso em vias de fato.

Recentemente foi divulgado pelo canal do YouTube ‘Secureteam 10’, bem conhecido em meio aos aficionados por Ufologia, um vídeo onde eles destacam uma formação rochosa nas imagens feitas pela sonda mandada pela NASA em Marte.

Ainda de acordo com o próprio canal, no vídeo fica claro que essa formação está escondendo uma entrada não revelada aos olhos dos seres humanos, sendo uma possível passagem subterrânea onde estariam se escondendo a vida marciana.

Segundo no que se descreve nos áudios do mesmo, o dono do canal diz que nunca viu nada parecido e que para ele, definitivamente os marcianos ou estão se escondendo ou aquela forma circular representa uma ruína de uma civilização que acabara sendo enterrada ao longo do tempo.

Deixe seu comentário: