Últimas Notícias > Notícias > Brasil > Senado finaliza voto dos destaques da PEC Paralela em primeiro turno

No Acre, senador é surpreendido por cobra em esteira de aeroporto

Cobra apareceu em esteira no aeroporto de Rio Branco. (Foto: Assessoria do senador Gladson Cameli)

Um fato inusitado ocorreu na noite de quinta-feira (25), na sala de desembarque do Aeroporto Plácido de Castro, em Rio Branco (AC). Uma cobra de ao menos 1,5 metro estava escondida embaixo da esteira onde ficam as malas dos passageiros que desembarcavam no terminal.

O animal, que segundo o Corpo de Bombeiros seria aparentemente uma caninana ou corre-campo, apareceu no momento em que o senador Gladson Cameli (PP-AC) estava pegando sua mala.

Em seu perfil no Facebook, o político relatou o ocorrido. “Como cidadão, faço aqui um registro para que os responsáveis pela limpeza e segurança do aeroporto de Rio Branco fiquem atentos aos riscos oferecidos aos passageiros também em solo. Ontem [quinta-feira, 25], ao levantar minha mão para pegar minha mala, na esteira da sala de desembarque, fui surpreendido com uma cobra, que saltou rumo a mim, e aos outros passageiros. Isso é sério, amigos! Crianças, idosos e adultos circulam num ambiente como esse, e é preciso mesmo muita responsabilidade com esse assunto. Obrigado ao Corpo de Bombeiros, que agiu para resolver a situação”, relatou Cameli.

O capitão do Corpo de Bombeiros, Cláudio Falcão, assessor de imprensa da corporação, informou que a equipe fixa dos bombeiros que fica no aeroporto assim que soube da ocorrência retirou o animal e depois o soltou em um local seguro. “Essa não é a primeira cobra que aparece no aeroporto nesse período. Já retiramos outras da pista, e em locais próximos ao prédio. O que ocorre é que o aeroporto é construído próximo a uma grande área verde, então, nós é que estamos no habitat delas e não ao contrário. Atendemos a ocorrência prontamente, ninguém saiu ferido e não houve confusão”, explicou.

De acordo com o superintendente da Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária no Acre (Infraero), Jailton Araújo, um fato desses pode ocorrer pela estrutura do aeroporto estar localizada dentro da Amazônia. “Temos todo um procedimento nesses casos, inclusive os bombeiros foram acionados e agiram prontamente. Nós temos uma equipe que trabalha na vigilância que faz vistorias, mas devido ao período do ano que estamos a ocorrência de animais nas proximidades do terminal pode ocorrer.” (Janine Brasil/G1)