Últimas Notícias > Notas Brasil > Wanessa Camargo comenta briga familiar

“No futuro, a OCDE é que fará questão que o Brasil entre na organização”, diz o ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni

Ministro-chefe da Casa Civil afirmou que o País já está assumindo as diretrizes para entrar na OCDE. (Foto: Marcos Corrêa/PR)

O ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, está confiante na entrada do Brasil na OCDE (Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico), mesmo depois de os Estados Unidos terem negado apoio a uma proposta de inclusão de novos países, incluindo o Brasil.

“Estamos assumindo as diretrizes da OCDE para entrar na organização. No futuro, será a OCDE que fará questão que o Brasil entre na organização”, afirmou  antes de deixar o Fórum de Investimentos Brasil 2019.

Apesar de o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, ter prometido apoiar a adesão brasileira ao bloco, pretendida pelo presidente Jair Bolsonaro, os EUA são contra uma ampliação da organização e têm se posicionado de forma contrária às ações do secretário-geral da OCDE, Angel Gurría, que havia apresentado uma proposta de discutir a inclusão de um bloco de seis novos países na organização, que teria ainda nações europeias.

Em carta enviada no fim de agosto à OCDE, os EUA apoiaram apenas a entrada da Argentina e da Romênia, considerando o “critério cronológico”, segundo as fontes, porque esses países haviam apresentado o pedido antes dos outros, inclusive do Brasil.