Últimas Notícias > Capa – Caderno 1 > A Polônia está cada vez mais acuada na periferia da União Europeia

No mapa da leitura: acadêmicos lançam app para busca de bibliotecas comunitárias

Acadêmicos de Engenharia Elétrica da Ulbra, Tairon Coelho e Guilherme Donada. Ideia surgiu da observação da profissão da namorada de Tairon, Yasmin Wink, estudante de biblioteconomia (Foto: André Bresolin)
Conectar bibliotecas comunitárias pelo Brasil e dar a elas visibilidade. Esse é o objetivo de um aplicativo de celular lançado nesta quinta-feira, 6 de abril. O app Mapa da Leitura é fruto da percepção do acadêmico de Engenharia Elétrica da Ulbra, Tairon Coelho, sobre a profissão da namorada, Yasmin Wink, estudante de biblioteconomia. O acadêmico sentiu a necessidade de dar visibilidade às bibliotecas anônimas do país, uma ideia que foi encampada por Guilherme Donada, colega de Coelho no curso de Engenharia Elétrica da Ulbra.
O projeto venceu, no ano passado, a 5ª Edição da Semana Presencial do Campus Mobile na categoria Facilidades, evento que acontece anualmente em São Paulo e premia o desenvolvimento de aplicativos e iniciativas inovadoras na área da tecnologia.

Enquanto os dois estudantes de Engenharia trabalham nas questões técnicas, Yasmin cuida da parte de pesquisa e incentiva o cadastro de bibliotecas comunitárias em todo o Brasil. A ideia, que foi desenvolvida sem perspectiva de lucro, deu certo. Atualmente, o Mapa da Leitura já captou 84 acervos de livros comunitários e sua página no Facebook, criada em fevereiro, já ultrapassou a marca de 500 curtidas.

Para seu criador, o sucesso do software é fruto de sua proposta de democratizar o acesso à informação. “O Mapa da Leitura pode auxiliar as pessoas a encontrar nas bibliotecas um espaço para a emancipação social a partir dos livros. É importante mostrar que existem, sim, muitos leitores da periferia e que ler não é um privilégio, é um direito de todos”, enfatiza Coelho.

O app conta com uma rede colaborativa, onde os usuários podem consultar a agenda cultural de atividades e localização de mais de 80 bibliotecas que atualmente estão cadastradas no banco de dados da aplicação, já está disponível para download gratuito para aparelhos mobile com o sistema operacional Android.

Conforme Donada, todo o trabalho de criação foi realizado com o apoio de voluntários e a ajuda é sempre muito bem-vinda. “No momento, precisamos de um voluntário para a área de publicidade”, comenta o desenvolvedor. Mais informações sobre voluntariado e procedimentos para doações de livros podem ser obtidas através do e-mailcontato@mapadaleitura.com.br.

O coordenador do curso, Renato Ely Castro, trabalha diretamente com os estudantes em um projeto de pesquisa em Gerenciamento Energético. “Esse tipo de iniciativa, que os alunos levaram adiante, é interessante para o curso de Engenharia Elétrica, que muitas vezes é visto como um curso sisudo. Mostra o lado humano dos acadêmicos que estão realizando ações de contribuição para a sociedade”, disse Castro.

 

Deixe seu comentário: